Os cortes no orçamento chegam antes das explicações

O secretário da Fazenda, Renê Garcia, convocou para esta quinta-feira (10) uma entrevista coletiva para explicar ao distinto público a situação das finanças do Paraná, mas antes mesmo das explicações decreta-se um contingenciamento de 20% do orçamento. Isto é, suspende-se até segunda ordem a execução de despesas em obras e serviços no valor de R$ 8,1 bilhões. O decreto assinado pelo governador Ratinho Jr. foi publicado no Diário Oficial do Estadual de quarta (9).

Fazendo as contas, os setores mais afetados são os da Educação (R$ 1,6 bilhões), Saúde (R$ 1,1 bilhões) e Segurança Pública (R$ 825 milhões). Outros 530 milhões foram cortados das universidades estaduais e hospitais universitários. Mais de 50 obras rodoviárias também serão suspensas ou terão o ritmo diminuído em razão do contingenciamento de quase R$ 140 milhões.

A justificativa do governo é a contenção de gastos. Segundo informações do Palácio Iguaçu, o orçamento do estado precisa ser revisto porque não há dinheiro suficiente para todos os projetos.

2019-01-10T07:41:21-03:00 09 janeiro - 2019 - 22:38|Brasil, Paraná, Política|0 Comentários


Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Contraponto. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Contraponto se reserva os direitos de não publicar e de eliminar comentários que não respeitem estes critérios.

Deixe uma resposta