A edição da IstoÉ que chegou neste fim de semana às bancas rompe o silêncio da imprensa nacional e dedica longa reportagem com o senador Alvaro Dias, que concorre à presidência da República pelo Podemos. O título da matéria chega a ser auto-explicativo: “O potencial de Alvaro”. Nela, a revista mostra que os porcentuais do candidato em todas as pesquisas realizadas até o fim de dezembro situavam-se em até 6% de intenção dos votos do eleitorado brasileiro, colocando-o nos calcanhares de concorrentes mais notórios e/ou mais favorecidos pela mídia, como o governador Geraldo Alckmin e o prefeito paulistano João Doria.

Considerando apenas a Região Sul, Alvaro contabiliza 20% das preferências, com votos concentrados principalmente no Paraná e Santa Catarina.

As próximas pesquisas, nas quais deixarem de figurar os nomes do apresentador Luciano Huck e, quase certamente, do ex-presidente Lula, Alvaro tende a subir de posição, tanto pelo possível esvaziamento de Jair Bolsonaro – cuja candidatura estava ancorada na polarização com Lula – quanto pela supressão do nome de Huck, que chegou a embalar os sonhos das correntes mais liberais.

Com isso, devem crescer as candidaturas mais representativas do centro, dentre as quais se inclui o nome de Alvaro Dias – com vantagens que o sobrepõem em relação aos demais: experiência administrativa (foi governador do Paraná) e parlamentar (deputado estadual, federal e senador há quatro mandatos) e uma outra que o diferencia de quase todos: não está enrolado na Lava Jato.

A íntegra da reportagem da IstoÉ você acessa por aqui.