Num reconhecimento de que a Guarda Municipal não pode estar em todos os lugares em todo o tempo, o prefeito Rafael Greca decidiu apoiar uma outra ideia – a de preparar as mulheres para lutar contra agressores que rondam pontos de ônibus nas noites escuras de Curitiba. A ideia consiste em dar-lhes treinamento em lutas marciais por meio de um curso de Defesa Pessoal Feminina aberto pela Casa da Mulher Brasil. O programa recebeu nome sugestivo: “Sou Curitibana, Sei Me Defender”.

A turma pioneira para mulheres maltratadas e violentadas atendidas pela Defesa Social, através da Patrulha Maria da Penha, terá também cinco alunas deficientes físicas, anunciou o prefeito via Facebook. Na sequência outras turmas serão abertas nas 10 Ruas de Cidadania.

Rafael informou que sua Margarita foi dispensada do curso porque não há necessidade: “eu sou bem bonzinho”, disse o prefeito no vídeo.