Enquanto houver risco, escola não abre, diz prefeito de União da Vitória

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O prefeito de União da Vitória, Santin Roveda, confirmou nesta segunda-feira (3) que as escolas municipais continuarão fechadas por tempo indeterminado, de acordo com decreto que assinou após se reunir com o comitê local de enfrentamento do coronavírus.  O decreto reforça o entendimento de que as atividades em sala de aula devem permanecer suspensas até que exista risco zero para a saúde de alunos, pais e professores da rede.

Segundo Roveda, “a prioridade é a vida e saúde das pessoas e só voltaremos com as aulas quando tivermos 100% de garantia à vida de todos que estão envolvidos no processo da educação”.

Enquanto durar a suspensão das aulas, os alunos da rede municipal de ensino continuarão a receber diariamente as atividades através do Portal EducaUnião e pela TV Educativa de União da Vitória, com entrega regular de material didático e merenda.

Também nesta segunda-feira (3) a secretaria estadual de Saúde divulgou nota para afirmar que “não há, no momento, nenhuma previsão de data para esta retomada” das aulas na rede pública do Paraná. E esclarece: “A Sesa, até o momento, não marcou qualquer dia para que as atividades presenciais sejam novamente efetivadas no Paraná”.

Segundo a nota, o tempo para o retorno é o da evolução epidemiológica, ou seja, assim que houver condições de segurança para alunos, professores, funcionários e colaboradores.

1 comentário em “Enquanto houver risco, escola não abre, diz prefeito de União da Vitória”

  1. Certo Sr. Prefeito. Minha mãe nasceu em 20/09 e só foi registrada em 14/05 do ano seguinte, ela é uma pessoa normal e 8 meses na vida dela não fez diferença alguma…

Deixe uma resposta