Projeto torna obrigatório giroflex em veículos de fiscalização agropecuária

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Um projeto de lei, de autoria da deputada federal Aline Sleutjes (PSL-PR),  institui a obrigatoriedade de giroflex – equipamento de iluminação intermitente ou rotativa sobre veículos de segurança e emergência – nos veículos de fiscalização agropecuária. O objetivo é que esses veículos sejam visíveis a distâncias maiores, contribuindo para a segurança viária, especialmente em áreas rurais sem iluminação pública.

O texto também inclui os veículos de fiscalização agropecuária entre os que gozam de livre circulação, estacionamento e parada quando em serviço de urgência e devidamente identificados por dispositivos regulamentares de alarme sonoro e iluminação vermelha intermitente, a exemplo das viaturas policiais e das ambulâncias.

O projeto altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Segundo o CTB, dispositivos de alarme sonoro e iluminação vermelha intermitente são restritos a veículos de socorro de incêndio e salvamento, de polícia e de fiscalização e operação de trânsito. A iluminação intermitente só pode ser ligada durante serviço de urgência. Os automóveis precisam, ainda, ter sua função identificada na carroceria.

Aline Sleutjes argumenta que a falta de sinalização dos veículos de fiscalização agropecuária aumenta a possibilidade de acidentes, principalmente quando essas máquinas trafegam em vias públicas. “Em geral, as estradas rurais do País não possuem iluminação adequada para o fluxo descoordenado dos veículos. Por isso, nos últimos anos, o número de acidentes nas estradas vicinais aumentou por causa da ausência de sinalização nos veículos rurais”, afirma. (Da Agência Câmara de Notícias).

Deixe uma resposta