PM x Mesquita, a missão

O manifesto que corre entre os oficiais da Polícia Militar do Paraná, assinado pelo assessor parlamentar da corporação, coronel Assunção, é mais um sintoma de que não vão bem as relações da força com o secretário da Segurança, Wagner Mesquita, e com andares superiores e decisivos do governo estadual.

Há dias, A Associação dos Oficiais da PM (Assofepar) pediu a substituição do secretário, sob a alegação de que ele boicota sistematicamente a corporação e porque vem fazendo lobby para que o governador Beto Richa destitua o comandante da Polícia Militar, coronel Maurício Tortato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: