Tragédia que só tem uma explicação: irresponsabilidade

Foram identificadas as dez vítimas fatais do incêndio que atingiu, na manhã desta sexta-feira, o Centro de Treinamento do Flamengo, conhecido como Ninho do Urubu, em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Por gentileza do jormal O Globo, Contraponto conta um pouco da história desses meninos alegres que tiveram suas esperanças interrompidas pela irresponsabilidade de quem deveria protegê-los:

Saiba quem são os jogadores:

Arthur era natural de Volta Redonda, no Rio de Janeiro, e vivia o melhor momento da breve carreira . Começou sua trajetória no futebol aos 10 anos, jogando pelo time de sua cidade natal, e chegou à equipe rubro-negra em 2017. O zagueiro era sobrinho do jogador Andinho, que atuou no Volta Redonda nos anos 1990. Em nota, o auri-negro do interior do Rio lamentou a morte do adolescente e informou que decidiu cancelar as festividades programadas para o aniversário do clube, que seriam realizadas neste sábado, mesmo dia em que Arthur completaria 15 anos.

 
 

Áthila Paixão

Athila é natural de Lagarto (SE), estava no Flamengo desde abril de 2018 Foto: Reprodução
Athila é natural de Lagarto (SE), estava no Flamengo desde abril de 2018 Foto: Reprodução

Natural de Lagarto (SE), Athila Paixão, de 14 anos, voltou para o Rio no domingo, quando suas férias terminaram. Talento de uma escolinha de sua cidade natal, ele foi garimpado pelo Flamengo em março de 2018 , quando foi chamado para fazer teste após ser visto na Copa Zico do mesmo ano.

Bernardo Pisetta

Bernardo Pisetta, era da cidade de Indaial, em Santa Catarina. Chegou no Flamengo em julho de 2018 Foto: Reprodução/Redes Sociais
Bernardo Pisetta, era da cidade de Indaial, em Santa Catarina. Chegou no Flamengo em julho de 2018 Foto: Reprodução/Redes Sociais

Bernardo nasceu em Indaial, Santa Catarina. Na posição de goleiro, jogou pelo Athletico-PR e chegou ao Flamengo em julho de 2018 . Na ocasião, publicou nas suas redes sociais um agradecimento pela oportunidade: “à minha família, que está sempre comigo…me motivando, incentivando e apoiando… Agora a distância será maior, mas estarão sempre em meus pensamentos… e no meu coração!”.

Christian Esmerio

O goleiro Christian Esmerio foi convocado para atuar pela seleção brasilera de futebol Foto: Reprodução/Redes Sociais
O goleiro Christian Esmerio foi convocado para atuar pela seleção brasilera de futebol Foto: Reprodução/Redes Sociais

O goleiro de 15 anos treinou com a seleção brasileira sub-15 em dezembro e, em janeiro deste ano, já foi convocado para atuar pela seleção sub-17 . Na ocasião, comemorou a conquista nas redes sociais: “Sempre uma honra vestir a camisa da seleção brasileira, agradeço a todos os envolvidos que fizeram isso ser possível”.

Vítor Isaías

Vítor Isaías chegou ao Flamengo em agosto de 2018. Começou a carreira no esporte atuando pelo Figueirense Foto: Reprodução/Redes Sociais
Vítor Isaías chegou ao Flamengo em agosto de 2018. Começou a carreira no esporte atuando pelo Figueirense Foto: Reprodução/Redes Sociais

O atacante iniciou a carreira no futebol jogando no Figueirense, em Santa Catarina. Antes de chegar ao Flamengo, em agosto de 2018, atuou pelo Athlético Paranaense. Tinha apenas 15 anos. O menino tinha o destino de ser artilheiro : em 2014, foi campeão e artilheiro da Copa Catarinense sub-11. No ano passado, já pelo Athletico-PR, voltou a ser o goleador máximo de um torneio de base: a ES-CUP.

Pablo Henrique

Pablo Henrique da Silva Matos nasceu em Oliveiras (MG) e tinha apenas 14 anos Foto: Reprodução/Redes Sociais
Pablo Henrique da Silva Matos nasceu em Oliveiras (MG) e tinha apenas 14 anos Foto: Reprodução/Redes Sociais

Pablo Henrique da Silva Matos tinha apenas 14 anos. O jogador nasceu em Oliveira, a 150 km de Belo Horizonte, Minas Gerais. Em nota, a Câmara Municipal de Oliveira lamentou a morte do atleta. ” O adolescente era mais uma promessa do futebol oliveirense , mas infelizmente teve sua trajetória interrompida na manhã desta sexta-feira”. Pablo é primo do jogador Werley, zagueiro do Vasco .

Jorge Eduardo

Jorge Eduardo foi campeão em 2018 com a equipe sub-15 do Flamengo Foto: Reprodução
Jorge Eduardo foi campeão em 2018 com a equipe sub-15 do Flamengo Foto: Reprodução

Natural de Além Paraíba (MG), o volante Jorge Eduardo Santos era visto pelos amigos como um rapaz sonhador , alegre e que gostava de dar bons conselhos aos colegas. Em 2018, o camisa 5 foi campeão da Nike Premier Cup com a equipe sub-15, garantindo vaga no mundial da categoria, disputado em agosto na Áustria.

Samuel Thomas
Samuel foi campeão carioca sub-15 com o Flamengo em 2018 Foto: Reprodução
Samuel foi campeão carioca sub-15 com o Flamengo em 2018 Foto: Reprodução

Natural do Rio de Janeiro, Samuel Thomas de Souza Rosa foi campeão do Campeonato Estadual na categoria sub-15 pelo Flamengo em 2018 . O camisa 2 da Gávea era fã de Cristiano Ronaldo e do volante francês N’golo Kanté.

Gedson Santos

Recém-chegado ao Flamengo, Gedinho, de 14 anos, atuou no Furacão até o fim de 2018 Foto: Reprodução
Recém-chegado ao Flamengo, Gedinho, de 14 anos, atuou no Furacão até o fim de 2018 Foto: Reprodução

Conhecido como Gedinho, o meio-campista de apenas 14 anos nasceu em Itararé, no interior de São Paulo, e jogava nas categorias de base do Athletico-PR até o ano passado. Em 2017, foi campeão da Taça Curitiba na categoria sub-15.

Nas redes sociais, imagens mostram vários momentos em que Gedson está acompanhado de sua família. Em uma das postagens, que data de 14 de janeiro, o pai do atleta escreveu uma mensagem para o filho:

ARVE Error: Wrapper ID could not be build, please report this bug.

“Hoje você volta para sua rotina de treinos, jogos, escola e tudo mais. Ficamos aqui sempre torcendo por você e pelo melhor na tua vida. Que Deus te abençoe e te proteja sempre! Te amamos muito “, diz o texto.

Na última terça (5), Rykelmo Viana publicou no Twitter:
Na última terça (5), Rykelmo Viana publicou no Twitter: “Sou o mais antigo do alojamento” Foto: Reprodução

Conhecido como “Bolívia”, Rykelmo tinha 16 anos. Natural de Limeira, no interior de São Paulo, jogou pelo Limeira Futebol Clube e destacou-se no Campeonato Paulista antes de chegar ao Flamengo. Foi campeão estadual sub-16 em 2018. Há três dias, publicou um tuíte sobre a convivência no Ninho: “Sou o mais antigo do alojamento, o tempo passou rapidinho, mano. Saudades dos antigos”.

Incêndio no Ninho do urubu deixou dez mortos e três feridos
Incêndio no Ninho do urubu deixou dez mortos e três feridos
2019-02-11T09:11:35+00:00 09 fevereiro - 2019 - 01:41|Brasil, Paraná, Política|2 Comentários


2 Comentários

  1. Eduardo Pereira 9 de fevereiro de 2019 em 06:09 - Responder

    Se eu não conhecesse o Paraná real ate podia considerar a repercussão desta matéria como jornalismo.

    Mais uma vez não é. É bairrismo escancarado. Preocupação com as “crianças”? Me engana que eu gosto.

    Sou flamenguista e estou triste paca. Porém sei que o Clube tem muita responsabilidade e vai conseguir responder por ela.

    Mas como aqui, em tese, é basicamente um local de falar de Politica, não entendi a pegada moralista que o ContraPonto quer dar.

    Cadê o tal do MP do Rio e a briosa e combalida Prefeitura que vê imagens do Centro de Treinamento todo o dia e não vai ver se ta tudo bem?

    Para o paranaense médio entender é basicamente o mesmo comportamento que há no PR desde a fundação do Estado.

    O MP, a Policia e todo o aparato Judiciário esta ai para garantir que quem quiser roubar, o faça com segurança.

    A postura do MP do Rio é equivalente ao do MP do PR em relação às picaretagens, pelo demonstrado agora, históricas do richa.

    Pelo delatado, desde a Prefeitura o cara já queria mamar. Mas mesmo antes, já existia o Ezequias, o Queiroz da família Richa.

    Alguém foi investigar o pedágio? Pagava-se o que se pagava, mesmo tendo a comparação do pedágio da Régis e da BR 101 e ninguém quis saber por quê?

    E a Linha Verde obra da mesma empreiteira pega no contra pé pelo Brasil afora? Os contratos foram pagos sem sobre preço? E assinados pelo mesmo richa que mamou nas escolas?

    É isso que o ContraPonto devia apontar: o esculacho que é o Poder Público e o Judiciário quando interessa a quem controla seus salários. E a complacência quando iconveniente.

    Para continuar na Politica e no Paraná, o richa mandou abrir o Paladium, aquela bagaceira de shopping, sem alvará sem nada por que o dono era de família amiga e precisava do Dia das Mães pra vender mais.

    Você ouviu o MP fazer algo? Nem eu. Se bobear ainda não deve ter.

    Mais uma. O ContraPonto ao menos tentou calcular quantas crianças perderam o futuro a partir do desvio do dinheiro que seria investido nas escolas sugadas pelo vampirão do richa? Qual o impacto disso no IDH do Estado?

    Isso é Jornalismo, desculpe um leitor ter que exp0licar. Na próxima mando emoji pra facilitar.

    Sem essa de ficar apontando o dedo para tão longe só para poder tirar uma casquinha clubistica, né.

    É o e mesmo que bater panela. Olhem primeiro para o futebol do PR e ai muito depois olhem para os de fora.

    Idem nos problemas da cidade e do estado.

    Pauta pro ContraPonto: os CTs do Coxa , do Pathético e do Paraná têm alvará?

  2. João Armindo 11 de fevereiro de 2019 em 10:45 - Responder

    Brumadinho parece que ficou sem relevância diante do que aconteceu no CT do Flamengo…
    Não acham estranho? A diretoria do CRF que investigue muito o ocorrido. E a mídia que tenha responsabilidades e não faça das tragédias pessoais o seu ganha pão, pois isso é nojento.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Contraponto. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Contraponto se reserva os direitos de não publicar e de eliminar comentários que não respeitem estes critérios.

Deixe uma resposta