Nova estatal para cuidar da Itaipu e Eletronuclear custará R$ 4 bilhões

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Para criar uma nova empresa estatal destinada a administrar a parte brasileira da Itaipu e a Eletronuclear, o governo federal vai investir R$ 4 bilhões no ano que vem. Essa nova empresa resultará da privatização da Eletrobras. A informação é da Gazeta do Povo.

O valor foi divulgado pela secretária-executiva do Ministério de Minas e Energia (MME), Marisete Pereira, em ofício encaminhado à Secretária Especial de Fazenda do Ministério da Economia. No documento, a secretária diz que solicitou a inclusão de R$ 4 bilhões no Orçamento da pasta para o ano que vem, e que tais recursos são “indispensáveis” para a criação da nova empresa pública.

O Ministério da Economia (ME) recebeu o documento na última terça-feira (21). A pasta ainda não informou se atenderá ou não a demanda do MME, mas a tendência é de que os gastos sejam previstos, já que o próprio projeto encaminhado pelo governo ao Congresso contém a criação dessa empresa. A pasta da Economia tem até o fim de agosto para encaminhar ao Congresso o Projeto de Lei Orçamentária Anual para o ano de 2021.

O Ministério de Minas e Energia informa que a dotação orçamentária só será utilizada caso o Congresso Nacional aprove o projeto de lei que autoriza a privatização da Eletrobras e a criação da nova estatal. O projeto foi encaminhado em novembro do ano passado pelo governo à Câmara  dos Deputados, mas  até o momento, não começou a tramitar.

 

 

Deixe uma resposta