O Ministério Público Eleitoral recomenda a cassação do mandato do deputado federal Emerson Miguel Petriv, mais conhecido pela alcunha de Boca Aberta. Parecer neste foi encaminhado nesta terça-feira (12) ao ministro Jorge Mussi, relator do processo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a partir de uma ação proposta pelo primeiro suplente, ex-deputado Valdir Rossoni (PSDB).

Ex-vereador de Londrina, Boca Aberta teve seu mandato cassado em 2017 pela Câmara local por quebra do decreto parlamentar, mas em 2018 ele se candidatou a deputado federal favorecido por uma medida liminar, tendo sido eleito pela mesma coligação de que Rossoni fez parte, alcançando a primeira suplência.

Com o parecer do MP Eleitoral, a ação que tramita no TSE está pronta para ser julgada pelo relator e proposta à votação pelo plenário da Corte. Agora, diante da eventual possibilidade de o TSE anular a expedição do diploma de Boca Aberta, abre-se a oportunidade que Valdir Rossoni retorne à Câmara Federal para mais um mandato.