Mourão diz que não é o ator “principal deste filme”

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o vice-presidente Hamilton Mourão afirmou não ver problemas se ficar fora da chapa do presidente Jair Bolsonaro numa eventual disputa à reeleição, em 2022. Sob o argumento de que ainda há um longo período de governo e uma série de tarefas a cumprir, o general avalia ser cedo para essa discussão.

“Quando chegar lá, em 2022, se o presidente precisar de mim, ele sabe que conta comigo como um soldado da visão de país que ele tem. Se não precisar, muito bem também. Não tem problemas quanto a isso”, disse Mourão. O vice procurou mostrar alinhamento a Bolsonaro ao afirmar que a palavra final é sempre do presidente. “Eu não sou o ator principal deste filme”.

A entrevista ao jornal foi concedida um dia depois de vir à tona uma conversa de Bolsonaro em reunião com deputados do PSL, na última terça-feira (12), para anunciar a saída do partido e a criação de uma sigla batizada de “Aliança pelo Brasil”. No encontro, Bolsonaro teria dito que preferia o deputado federal Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL- RJ) como vice, e não Mourão.

O general contou ter ouvido de participantes do encontro que o diálogo não foi assim e afirmou não ter motivos para mágoas. “Na minha idade, aos 66, são outras coisas que me chateiam”, comentou o vice.

 

4 COMENTÁRIOS

  1. General Mourão é pessoa da mais alta qualidade na liderança do Brasil. Sua missão como Vice Presidente tem sido cumprida com maestria. Não há o que se falar de sua conduta ou de sua atuação. O governo Bolsonaro vai bem, apesar da importância que se dá às fofocas e maledicências, mesmo as que são faladas pelos filhos (aos quais recomendo que se calem!). Aos poucos toda a Nação está vendo as melhoras em todos os setores. Uns mais e outros menos, mas todos caminhando bem. Falar do governo é a praxe do nosso povo. Não podemos nos furtar a isso….estamos neste canal falando do que? Mourão é General e está Vice Presidente. Sabe muito bem lidar com tudo o que lhe chega. Inclusive com as fofocas. Parabenizo e apoio Mourão!!!!

  2. Cada vez que abre a boca se a pequena mais. Aquela “coragem” que sua verborragia na maçonaria pregando goloe de estado contra Dilma nao se repete agora quando e achincalhado pela familia Bolsonaro. Nao se faz mais generais como os irmãos Geisel e Figueiredo.

  3. Seria mais ou menos assim a coisa a mulher chega ao marido e diz se quiser pode ficar na casa, mas quem eu amo mesmo é outro e o marido tem duas coisas a fazer ou seja faz o papel de corno, ou cria vergonha na cara e abandona a casa o que seria o caminho mais correto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: