Morre o médico Octávio Augusto da Silveira, ex-presidente do Athletico Paranaense

Faleceu em Curitiba o médico Octávio Augusto da Silveira, expoente da Medicina. Especialista em psiquiatria e eletroencefalografia, o dr. Octávio tinha 94 anos de idade 69 anos de graduação em pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Morreu no INC (Ecovile), na madrugada desta sexta-feira (11). Ele foi presidente do Clube Athletico Paranaense na gestão 1974-1975.

Natural de Curitiba, onde nasceu em 7 de julho de 1929, o dr. Octávio era filho do também médico e professor Octávio da Silveira (1895-1966), considerado o pioneiro da neurologia no Paraná e do movimento médico, sendo um dos fundadores do Sindicato Médico, além de estar à frente do primeiro hospital psiquiátrico no Estado (Nossa Senhora da Luz). O dr. Octávio Augusto era irmão do também médico Carvílio da Silveira, especialista em patologia/medicina laboratorial, falecido em julho de 2013, aos 93 anos; e do procurador de Justiça Antero da Silveira, falecido em janeiro de 2018, aos 88 anos.

Casado com a Sra. Maria Aparecida Carvalho da Silveira, o dr. Octávio Augusto tinha três filhos, dentre eles o também médico Octávio da Silveira Neto, formado em 1986 pela UFPR e especialista em psiquiatria, neurologia, neurofisiologia e medicina esportiva, diretor da clínica Prof. Dr. Octávio da Silveira. Em 2004, quando completou 50 anos de formado, o médico tinha recebido do CRM-PR o Diploma de Mérito Ético-Profissional por seu histórico exemplar. A entrega ocorreu em meio às comemorações do Dia do Médico e coube ao filho, dr. Octávio Neto, fazer a homenagem.

Formado em 18 de dezembro de 1954 pela Federal do Paraná, o dr. Octávio Augusto da Silveira foi um dos primeiros médicos a se registrar no então recém-fundado Conselho Regional de Medicina (CRM-PR), em 12 de agosto de 1958. Depois de se especializar em Ribeirão Preto (SP), o médico seguiu na psiquiatria e foi um dos 25 sócios-fundadores da então Sociedade Paranaense de Psiquiatria (hoje Associação), em 23 de junho de 1967. Atuou no Hospital Nossa Senhora da Luz, seguindo os passos do pai, e ainda participou dos primórdios da sistema cooperativo da Unimed no Paraná. Manteve consultório particular até encerrar as atividades.

Além de médico e ativo participante dos movimentos médicos, o dr. Octávio Augusto nutria grande paixão pelo futebol, sendo torcedor do Athletico Paranaense, time no qual chegou a jogar como meia no juvenil e depois no amador, até 1954, quando concluiu a formação. A participação nas atividades do clube foi tão intensa que ele seria alçado à presidência, em 1974 e ficando no cargo até o ano seguinte. (Do CRM-PR).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui