Moro não recorre e STF arquiva ação contra uso de mensagens roubadas

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Moro não recorre e STF arquiva ação contra uso de mensagens roubadas
A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, durante a segunda e última audiência pública sobre descriminalização do aborto.

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber determinou nesta quarta-feira (17)  a “baixa ao arquivo do STF” da ação apresentada pelo ex-juiz federal e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro em fevereiro para impedir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e outros réus da Lava Jato de usarem as mensagens de procuradores roubadas por hackers.

No início deste mês, a ministra rejeitou o pedido, mas como não houve recurso por parte de Moro, ela agora declarou o trânsito em julgado da ação.

Nesta quarta-feira (17), mais cedo, o ministro Ricardo Lewandowski negou um pedido do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha para obter o material apreendido com hackers. A defesa, no entanto, já pediu ao STF para anular suas condenações com base nas mensagens já divulgadas pelos advogados de Lula

Deixe uma resposta