Moro já dá aula na UniCuritiba

(por Ruth Bolognese) – Apesar da mais nova opção do juiz Sérgio Moro ter sido noticiada só agora, ele já havia trocado a cadeira de professor da Universidade Federal do Parana (UFPR) pela faculdade de Direito de Curitiba (UniCuritiba) há pelo menos 3 meses.

Várias turmas de cursos de Mestrado têm tido aulas com o juiz-símbolo da Lava Jato.

A UniCuritiba não revela o montante irrecusável que levou Moro a trocar o status e a tradição da UFPR pela escola particular, que é a UniCuritiba, reduto onde estudam os filhos da elite advocatícia da Capital.

2018-03-26T08:44:52+00:00 24 março - 2018 - 13:59|Política|4 Comentários


4 Comentários

  1. Cidadão 24 de março de 2018 em 14:24 - Responder

    Vc quer dizer onde estuda quem não consegue passar na UFPR né? E bem, todos na UFPR tem uma outra visão do moro agora, antes ele era visto como atarefado, sem tempo, mas ja soberbo. Atualmente ele é visto pela parcialidade com que conduz a justica dele. Imagina aqueles alunos intrépidos questionando sobre a construtora do primo!? Sobre os acordos das delações? Passar no corredor de uma escola universalizada no acesso e receber o olhar inviezado do aluno que ia passar 6 meses em Sorbonne para se aprimorar e quando viu Temer subiu o poder com força e aprovou uma projeto de emenda constitucional e congelou o dinheiro da saúde e da educação. É um fardo difícil de carregar, tanto quanto os erros dos corruptos, está no erro de boa fazer tudo o que podia para tirar os corruptos atuais, que tem como mecanismo de renda esfolar o povo. Isso o moro vai ter que carregar, e a parte dele foi bem grande.

    • Advogado da zElite 24 de março de 2018 em 19:45 - Responder

      Você acha que na UNICURITIBA não questionariam ele?

      A diferença é que agora ele dá aula no mestrado, pra quem já conhece ‘a vida adulta’ e tem que pagar boletos antes de querer mudar o mundo fumando erva.

      É muito mais seguro dar aula na Curitiba porque tem mais câmeras, seguranças e não é livre-acesso como um prédio público, em que tem meio dúzia de cotistas e 90% de alunos do Positivo.

  2. 24 de março de 2018 em 16:37 - Responder

    Pelo menos é mestrado, só vai ter aula com ele quem quiser…

    Só complementando o texto, não são somente os filhos da elite advocatícia, tem muita tranqueira tbm…

    ENIGMA; PQ ADVOGADOS NÃO SENTEM FRIO?

    estão sempre cobertos com de RAZÃO

  3. Bruna 7 de abril de 2018 em 00:33 - Responder

    Comentários em relação ao Moro a parte, mas não generalizem os alunos do UNICURITIBA e muito menos tentem desmerecer os mesmos, que não fazem parte dessa escolha de um novo professor, que foi feita exclusivamente pela universidade e em grande parte descordando com a atitude e gasto elevado com um único profissional. Aliás, passar ou não em uma universidade pública não é dos maiores méritos hoje em dia, mas sim conseguir se formar diante de greves e empecilhos acadêmicos, fator que leva muitos a escolherem uma universidade particular.
    Por fim, sejam menos extremistas ao analisar um assunto, bom senso agrega no mundo!

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Contraponto. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Contraponto se reserva os direitos de não publicar e de eliminar comentários que não respeitem estes critérios.

Deixe uma resposta