Mais um pacote

A Assembleia Legislativa passa debater a partir de segunda-feira (7) um novo pacote de medidas de ajuste fiscal do governo do estado. A vez agora é da Polícia Militar. O governo quer retardar a aposentadoria dos policiais e, com isto, diminuir a necessidade de reposição. A ideia é pagar um “bônus de permanência” para quem se mantiver em serviço mesmo após cumprido o tempo para a reforma.

Haverá também incentivo para que militares já aposentados voltem para a corporação para trabalhar em setores administrativos ou fazendo vigilância em prédios públicos.

Com estas medidas, o governo espera economizar R$ 100 milhões por ano.

Há controvérsias: o presidente da Associação de Defesa dos Policiais Militares do Paraná (AMAI) vê mais um retrocesso nos esforços para modernizar a Polícia Militar: o coronel Elizeo Furquim defende medidas de elevação do nível educacional dos PM’s, privilegiando o ingresso de novos integrantes com diploma de cursos superiores e a evolução na carreira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: