Greca diz que vai abrir Curitiba depois da Páscoa

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O prefeito de Curitiba, Rafael Greca (DEM),  disse neste domingo (28) que deverá “abrir a cidade” depois do Domingo de Páscoa, a ser celebrado dia 4 de abril. A afirmação foi feita aos jornalistas Evandro Cini e Tainá Farfan, apresentadores do programa CNN Domingo Manhã, da CNN Brasil.

Greca argumentou que o lockdown deu certo. E usou dados referentes a taxa de transmissão do vírus na cidade, que baixou de 1,41 para 0,89 em dez dias. “Como engenheiro que sou, sei que no dia seguinte da Páscoa eu vou abrir a cidade”, disse ao ser questionado sobre as medidas restritivas impostas pela bandeira vermelha, adotada há dez dias na cidade e que foram prorrogadas até o dia 5 de abril. A Saúde municipal adotou o sistema de bandeiras para avaliar os risco de transmissibilidade da doença. A vermelha representa alto risco e, por conta disso, várias medidas sanitárias, como o fechamento do coméricio, são adotadas para frear a circulação do vírus.

De acordo com Greca, Curitiba tem 6 mil leitos no total. Destes, 2.000 estão mobilizados para atender os pacientes com Covid-19, dos quais 1.287 são exclusivos do Sistema Único de Saúde (SUS). O prefeito ressaltou a necessidade de prorrogração das medidas diante do fato de que a taxa de ocupação dos leitos ainda beira os 100% na cidade. “Enquanto estivermos em um sufoco no sistema de saúde, eu não abro a cidade”, justificou. (Portal Bem Paraná).

Deixe uma resposta