Ex-ministro protocola novo pedido de impeachment de Jair Bolsonaro

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
O ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior protocolou na tarde desta quarta-feira (8), na Câmara dos Deputados, novo pedido de impeachment do presidente Jair Bolsonaro, dessa vez com base nas conclusões da CPI da Covid.

Na nova denúncia por crime de responsabilidade, Reale Jr. afirma que Jair Bolsonaro afrontou o direto à vida ao ignorar as medidas sanitárias para enfrentar a pandemia de Covid.

Atualmente, estão nas mãos do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), aproximadamente 100 pedidos de impeachment do presidente da República. Reale Jr. diz que, caso Lira não dê respostas, ele vai ingressar com uma ação no Supremo Tribunal Federal para que a Câmara seja provocada a agir.

“O presidente agiu sempre em conspiração contra a vacina. Não houve negligência, tudo foi feito de caso pensado. Com o objetivo de culpar os demais órgãos, os governadores, para tentar acelerar a economia”, declarou o jurista há pouco.

Na peça, Reale Jr. argumenta que o presidente da República adotou a chamada “imunidade de rebanho por contaminação” como política de enfrentamento ao novo coronavírus; que Bolsonaro sabotou as políticas impostas por ex-ministros da Saúde como Luiz Henrique Mandetta; que ele promoveu medicamentos sem comprovação científica e que houve boicote do Palácio do Planalto à vacinação em massa. (De O Antagonista).

 

Deixe uma resposta