Entidades são contra a renovação da quarentena no Paraná

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Informa o jornal Bem Paraná que associações e entidades de classe ligadas ao comércio e serviços no Paraná se uniram na campanha #nãorenovaquarentena para pedir ao governo do Estado que não renove as medidas mais restritivas decretadas no início do mês em 141 municípios. A vigência do decreto termina nesta terça-feira (14).

O movimento reúne a Associação de Empresários do Paraná (Aepar), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) e o Sindicato dos Lojistas do Comércio Estabelecidos em Shopping Center de Curitiba (Sindishopping) e solicita que a quarentena não seja renovada.

Os porta-vozes das entidades dizem que o governo poderia não renovar o decreto e deixar a decisão para os municípios que, com apoio da sociedade, reabrir de forma controlada as atividades.

Na sexta-feira passada, o governador Ratinho Junior reforçou que o Paraná enfrenta momento delicado da pandemia por causa do inverno, por isso a necessidade do governo editar o decreto que limitou a circulação de pessoas em 141 municípios.

O decreto impõe medidas mais restritivas de circulação nas regionais de Saúde de Cascavel, Cianorte, Cornélio Procópio, Região Metropolitana de Curitiba, Londrina, Foz do Iguaçu e Toledo, e depois teve incluído o Litoral do Estado.

 

3 comentários em “Entidades são contra a renovação da quarentena no Paraná”

  1. Será que lá nos quartéis não existe uma assessoria jurídica para explicar aos generais os riscos que eles estão se expondo ao adotar a tese vendida pelo Trump, da imunidade de rebanho? Sim, só os trouxas não fizeram essa leitura, pois não é possível que a conduta do Capitão, seja só dele, e não da sua retaguarda de assessores e ministros, que não é pouca, nem incompetente. Os tempos se vão, e como é notório, esse tema e os responsáveis poderão ser colocados no banco dos réus e olha que em tribunais internacionais, para aqueles que duvidam que alguém vá colocar o sino no pescoço do gato! A sociedade já errou uma vez com a tal anistia geral e irrestrita…

    1. Cascavel: Estamos desorientados por falta de governo.
      Percebo que é necessário legislar para organizar, os direitos e deveres dos cidadãos nessa pandemia. A cidade de Cascavel sempre esteve liderando nos casos da infecção pelo covid19, e o motivo parece ter haver com o alinhamento com o governo federal, que seja. Por outro lado temos o seguinte cenário, Cascavel que abrir o comércio e a contaminação, mandando seus doentes para se tratar em outros municípios, que em sua maioria estão se esforçando para conter a pandemia. Aí os cascavelenses vão entupir os hospitais e manter sua economia. Como eles são espertos, e como os outros prefeitos são burros! O está faltando é rigor clareza nas LEIS, se a cidade quiser abrir o comércio sem controle, que trate seus infectados dentro do município. QUE TAL GAUCHADA!

Deixe uma resposta