Enfraquecido, MDB se divide para eleger novo presidente

Estremecido pelo mau resultado nas últimas eleições, o MDB paranaense vive um embate interno entre a ala mais fiel ao senador Roberto Requião e o restante do partido, onde está incluída a maioria dos prefeitos e vereadores. A disputa pode chegar à presidência do partido, atualmente sob comando de Requião.

O deputado estadual Anibelli Neto, apesar das ligações históricas com o senador Roberto Requião, prepara sua candidatura para presidente do diretório estadual, confrontando o velho líder. Do outro lado o próprio Requião, que quer permanecer presidindo a legenda no estado, ou o filho, deputado Maurício Requião. Um dos dois últimos deve se apresentar para o pleito que acontece no fim do ano, coisa que se resolve em casa.

A bancada do MDB na Assembleia, que tem três deputados (Requião, Anibelli e Nereu Moura) foi reduzida a apenas dois (Requião e Anibelli) na próxima legislatura. Emedebistas culpam o senador Requião como responsável pela decadência – ele mesmo não reeleito para o Senado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui