PM protesta contra decreto que a obriga a cuidar de presos

Em constrangido silêncio, setores da Polícia Militar criticam o decreto assinado pela governadora Cida Borghetti que transfere para o Depen (Departamento Penitenciário do Estado) toda a responsabilidade para administrar as 37 carceragens do Paraná que abriam mais de seis mil detentos. Atualmente, elas estão sob a responsabilidade da Polícia Civil, que precisa empregar seus poucos recursos humanos (delegados, investigadores, escrivães…) só para fazer a guarda das cadeias e evitar fugas e rebeliões, deixando de lado suas atribuições de investigar, fazer inquéritos e prender.

Na aparência boa, a solução adotada pela governadora não agradou a Polícia Militar, porque, por meio do Depen, é ela, agora, que terá de destacar grande contingente para assumir a tarefa de administrar e fazer a guarda permanente do explosivo sistema das carceragens instaladas nas delegacias da Polícia Civil. Os policiais civis, no entanto, aplaudem, pois o decreto atende uma antiga reivindicação deles.

Segundo manifesto que circula nos grupos de whatsapps da Polícia Militar, a media não foi precedida de “discussão e avaliação com todos os envolvidos. Não houve reflexão e chamamento da sociedade organizada para discutir o processo e suas consequências. Mais um arremedo de solução. Mais uma falácia.”

Diz um trecho do manifesto “anônimo”, já que a disciplina militar não permite manifestações críticas em público:

A consequência direta disso será um prejuízo extremo aos cidadãos paranaenses, uma vez que a PM, responsável primeira pela prevenção ao delito, será onerada com incumbências de guarda externa das carceragens, escoltas de detentos para consultas, internamentos, audiências e outras atribuições que são de quem tem a responsabilidade sobre a administração do preso, mas que reiteradamente deixa de fazer.
A PM realiza milhões de quilômetros de deslocamentos em escoltas todos os anos.
A PM imobiliza centenas de homens diariamente na guarda externa de presídios.
A PM imobiliza equipes que deveriam estar nas ruas para custodiar presos em hospitais.
A PM deixa de atuar na prevenção e proteção do cidadão, realizando transporte e escoltas de presos para audiências judiciais.

O texto reforça que se trata de mais um lance do “jogo de empurra” e que as omissões da Polícia Civil e do Depen “oneram e prejudicam o cidadão. Contrariam uma máxima da doutrina de segurança pública de que “quem prende não cuida”. Trata-se, diz o manifesto, de “um sistema perverso, que tira o policiamento da prevenção, o policial que deveria evitar o cometimento de novos crimes, para cuidar de quem já foi preso – em mais de 95% das vezes pela própria PM. E o marginal solto fica ainda mais solto para cometer novos crimes, uma vez que a polícia ostensiva não está nas ruas para impedí-lo.”

2018-11-07T14:22:28+00:00 07 novembro - 2018 - 12:49|Brasil, Paraná, Política|58 Comentários


58 Comentários

  1. Florinda Melinda 7 de novembro de 2018 em 13:05 - Responder

    Verdade absoluta. Em Londrina a polícia civil prometeu transição ao DEPEN mas simplesmente abandonou as carceragens. Adivinha o que aconteceu: a PM foi forçada a desativar quatro equipes de patrulhamento para fazer o serviço do DEPEN e da Civil. E quatro equipes a menos na rua. E os bandidos fazendo a festa. É o contribuinte sendo desrespeitado…

  2. Fiotão dos Campos Gerais 7 de novembro de 2018 em 13:12 - Responder

    O Problema é do povo. A PC não quer trabalhar. O DEPEN não quer trabalhar. No frigir dos ovos vem alguma determinação judicial, vem alguma ordem, alguma gritaria e mandam a PM fazer. E de onde saem os recursos para escoltas, Guarda de presos e muralhas??? Da PM. Tiram do cidadão de bem. Quem sai das ruas é o policiamento preventivo e deixa o cidadão desamparado. A PM cuida do preso e o bandido age nas ruas. Isso vem acontecendo e a população perde. Centenas de viaturas e de policiais militares que deixaram de fazer patrulhamento, são desviados da função e são escalados pars fazer serviços de outros órgãos. Jogo de empurra que machuca a sociedade. Uma brincadeira de mal gosto com o cidadão paranaense. Armaram as escondidas uma bomba-relógio e deixaram no colo do Ratinho para explodir. Vai começar o governo com um imenso abacaxi na goela…

  3. Devanil montagner 7 de novembro de 2018 em 13:18 - Responder

    Eu acho que a governadora deveria pensar mais pouco, apesar que está indo embora , entao pra ela tanto faz que vai sofrer e sociedade.

  4. Eduardo Domingues 7 de novembro de 2018 em 13:48 - Responder

    Muuito simples. O depen é de competencia da Justiça e portanto, quem deve cuuidar dos pupilos da Justiça e DH, são os bens remunerados da secretaria da Justiça, já que os presos muitos, já constam sentenciados ou senão devidamente enquadrados nos processos judiciais que correm aos passos de tartarugas, não tão rápido como sao os casos do judiciário acolhe-los na audiência de custodia. ou seja, já estão na mão do Judiciário. Como sempre ja se passa o bastão do sistema penitenciário a um PM, que a tudo se cala, certamente serão onerados os serviços de policiamento ostensivo e repressivo, diuturnamente realizados pela PM, por conta de um amistoso cargo de confiança politiqueiro, pq se consultasse a tropa, ou aos agentes operacionais e não aq que sempre estejam sob a sombra da governadoria, certamente, não teriam concordado, com tamanha insensatez aos serviços de falta de grana do estado que ao meu ver, Não tendo mais como sustentar as custas do sistema de carcereiros contratados e não concursados como deveria ser, para solucionar as custas de um sistema irregular, o qual certamente nao passaria na prestação de contas do TC, para dar um outro jeitinho, ou seja, jogar a bomba nas mãos da PMs por ordem de um comandado da governadoria, sobre uma classe de agentes publicos que sempre foram orfãos de Pai e mãe na estrutura estatal, os quais tb nao possuem uma forte entidade de classe como a dos policiais civis, os quais, sempre ganharam bem mais dos que os pms, para suportar mais essa embolia estatal, ao fato de regugitar essa responsabilidade nas mãos dos Pms, qd deveria ser da nobre classe da Secretaria de Justiça, ja que é ela que é responsavel pelo preso, qd este ingressa no seu sistema prisional… Assim, dvemos agradecer a d Cida governadora, que mais uma vez, menosprezou os mais de 20 mil Pm desses estado, pára beneficiar a ínfima classe dos Oficiais da PM e tb dos PCivis. Assim ao meu ver, Não é a toa que perdeu a eleição de 2018.e as demais que se aventurar, pois vem escancaradamente, desprezando a 2ª maior classe de agentes públicos votante desse estado com essas atitudes, de privilegiar outras classes e sempre, SIM DIGO SEMPRE, deixando o efetivo da PMPR a juntas a se sujeitar a ficarem somente com “as Xhepas” que sobrarem da benevolencia dos politiqueiros desses estado.

  5. Guimarães 7 de novembro de 2018 em 14:03 - Responder

    Se a Polícia Civil acabasse hoje, o cidadão comum não iria sentir falta, já sem a pm nas ruas a cidade virá um caos, vide Espírito Santo recentemente. O córrego seria o ciclo completo de polícia para as PMs, e que a Civil fizesse investigações de crimes não solucionados, de maior complexidade, e que o Depen fizesse todo o trabalho com os presos, inclusive guarda e escolhas.

  6. Paulo Soares 7 de novembro de 2018 em 14:10 - Responder

    Simples, basta a PM deixar de “peruar” nas áreas que não são de sua atribuição: TCIP, INVESTIGAÇÃO ( P2 brincando de PC) e largar os cargos comissionados nos mais diversos órgãos do Estado…
    Fazer o q a constituição manda não querem… sei

    • Anderson 7 de novembro de 2018 em 14:51 - Responder

      Se a PC fizesse a PM não precisaria peruar. E não perua porque quer, mas porque precisa. Porque é cobrada pela sociedade, chamada a agir pelo Judiciário, convocada com prioridade pelo MP para auxiliar nas investigações. 95% ou mais dos presos no PR resultam de ações da PM. Se a inteligência da PM não investigar, muitas quadrilhas ficam impunes. Quando há grandes operações é grandes riscos, chamam o BOPE para estourar os locais mais perigosos e enfrentar os bandidos mais violentos. Quando há rebelião, chamam a PM para botar ordem nas cadeias. Se há fuga de presos, botam a PM para recapturar. Se há greve da PC, se vire a PM. O PM que passe a madrugada esperando o Doutor Delegado chegar na DP para fazer o flagrante do marginal. E não importa que essa viatura da PM faça falta nas ruas. E mais uma vez a Polícia Civil lava as mãozinhas hidratadas e vira as costas para a população paranaense. Só querem as benesses do poder. Os percalços que fiquem para os que ainda tem vontade de ver um país melhor…

      • C A A 7 de novembro de 2018 em 18:24 - Responder

        Se a PM e Depen fizessem suas funções a PC teria condições suficientes para fazer a dela.
        PM é a polícia ostensiva, repressiva, visa impedir que o crime aconteça, a partir do momento que ela falha na repressão e o crime acontece, cabe a PC entrar em cena, identificando e prendendo o autor do crime, entretanto ela não pode pq está engessada sendo babá de preso, os quais o Depen não querem, o SOE quer virar PM, se “fardaram”, fazem ordem unida, e vão fazer operação em rodovia, fugindo completamente da sua atribuição.
        Se cada um ficasse no seu quadrado fazendo somente o q lhe compete EM LEI, as coisas funcionariam.

  7. Silvano Poca 7 de novembro de 2018 em 14:17 - Responder

    Corre nas fofocas de agente aqui das galerias que o grupo do delegado Rochembach, Delegado Caricati se uniram ao Delegado Júlio Reis e ao grupo do Coronel Élio, Coronel Prates e Coronel Péricles para deixar tudo pronto no fim do governo Cida. Esse grupos vão assumir o Comando da Polícia Civil e Polícia Militar no governo ratinho e já estouraram a bomba já. A coisa foi arquitetada nos bastidores, sem a participação dos funcionários de carreira do DEPEN e sem que a Governadora soubesse. A Cida fica com o ônus e o Ratinho acomoda todos eles e não se onera porque não foi ele quem assinou. Golpe de mestre. E de nós agentes que estamos aqui na boca do lixo, ninguém lembra. Cida Borgheti e o poderoso Ricardo Barros engoliram essa com farinha. Colocaram essa turma para trabalhar para o Ratinho. E vai deixar mais essa marca ruim no seu mandato curto. Que tristeza!

  8. Zangado 7 de novembro de 2018 em 14:24 - Responder

    Tampa-se um buraco e abre-se outro; faltando há tempos uma completa reestruturação do poder executivo estadual, desde Canet (que reestruturou-o) desmantelado pelas sucessivas (di)gestões estaduais … hoje temos entidades e órgãos ou que funcionam mal ou simplesmente não funcionam ou até servem a outros propósitos. O governador eleito se atacar essa deficiência dará o primeiro passo para passar à história o seu governo.

  9. SOE na veia 7 de novembro de 2018 em 14:30 - Responder

    Nas primeiras aulas na escola do DEPEN, um carcera antigão disse: se fecharem a polícia civil, só vão perceber quando morrer o último preso de confiança e ninguém mais abrir a porta da frente ou servir o boião dos presos. No mais, passará anos e não farão falta. Hoje vejo que ele tem razão. Sobrou no terminal da espinha dos agentes penitenciários que assumem o BO que os Delegados não querem. Até entendo a revolta dos PM, que se ferram com a gente aqui na beira do valetão, carregando bandido para cima e para baixo. Mas o DEPEN é muito desrespeitado. A Governadora não poderia ter sido feito isso conosco. E daqui alguns meses a história de mais mil policiais civis liberados não vai resultar em nenhum inquérito terminado antes ou preso capturado com heroísmo pelos bravos delegados e seus terninhos brilhosos e óculos de grife. E que SF o servidor que trabalha. Que SF o povo que fica na mão da bandidagem.

    • C A A 7 de novembro de 2018 em 17:45 - Responder

      Pior comentário de todos… DEPEN indignado por cuidar de preso???? Kkkk
      Vc fez concurso pra que mesmo? Vou te lembrar CUIDAR DE PRESO, ficar na beira do valetao com preso pra cima e pra baixo sim. Quem não tem essa obrigação é a Polícia Civil… mas é fácil criticar nosso trabalho, principalmente qd não tem conhecimento e qd estamos fazendo o seu e deixando o nosso em segundo plano.

  10. Henrique 7 de novembro de 2018 em 14:50 - Responder

    Prezado, Guimarães, vc está equivocado quando diz que se a polici civil acabasse hj ninguém sentiria falta. Aí me pergunto, pq a PM faz serviço de investigação quando deveria estar fazendo o seu papel de evitar o crime. Essas rusgas, não levam a nada. A governadora passou a guarda de presos ao Depen e não a PM. E onde vc e outros que postaram aqui viu em alguma legislação que a guarda de presos é responsabilidade da PC. A lei diz que a guarda e nossa responsabilidade, enquanto interessar a investigação. E outra coisa, foi falado que ganhamos mais que a PM, de faturamento alguns cargos ganham sim, mas isso estava em edital quando se fez o concurso, uns para nível médio e outros nível superior. Aí está a diferenca.

  11. Alex 7 de novembro de 2018 em 14:55 - Responder

    Eu não sei qual a razão de ainda existir uma Polícia Civil. Tudo tem que ser refeito depois pelo MP. Você vai numa delegacia e é mal atendido, Durante a noite só funciona uma delegacia na cidade toda, a resolução de crimes é uma piada, menos de 5%. O sujeito quer tirar a carteira de identidade e não consegue. Só reclamam e a gente não vê nenhum trabalho eficiente. Agora mais essa de tirar viaturas da pm da rua pra ficarem cuidando de preso. E o cidadão chama quem quando precisar, o exército? Ademais é muito fraco esse comando da pm por aceitar essa situação. Que mude logo esse governo antes que o Paraná acabe.

    • Rogério 8 de novembro de 2018 em 02:31 - Responder

      Alex, quando vc precisar, chame os vingadores sabichão!

  12. Claudinei 7 de novembro de 2018 em 15:02 - Responder

    Esse governo é uma vergonha, a Polícia Civil outra vergonha, junta tudo e mistura, resultado um não quer nada com nada e a outra preocupada com o que vai fazer a partir de 01 de Janeiro. Até pra fazer um bo os caras mandam procurar a pm, aí vai esperar o que.

  13. Arilson Zarelli 7 de novembro de 2018 em 15:21 - Responder

    Esse problema não é da PC fique , não temos a obrigação de cuidar de vagabundo não fizemos concurso de nível superior pra ser babá de preso…enfim foi feito justiça por parte do Estado…parabéns Governadora Cida Borguethi

  14. Freitas 7 de novembro de 2018 em 15:25 - Responder

    Quem trabalha de verdade é desrespeitado, mas quem tem influência política leva a melhor. A Polícia Civil nunca foi e nunca será afeta ao trabalho árduo, essa é uma verdade incontestável. Tenho pena dos agentes penitenciários e dos PMs que terão que assumir mais uma bronca. Parabéns governadora por mais uma sábia decisão. Que se dane o povo. Quando precisar de viatura que ligue pra polícia civil, só não vou divulgar o número porque nem sei se existe. E se existir garanto que vão empurrar pra pm ou guarda Municipal.

  15. Lopes 7 de novembro de 2018 em 15:32 - Responder

    Parabéns pelo feito governadora Cida Alborguet, estava mais que na hora de dar a Cezar o que é de Cezar. A policia civil está trabalhando em desvio de função a muito tempo, enquanto suas atrbuicoses ficam paradas e ou saoal feitas por outros, os quais nao tem prerrogativas para fazer.

  16. JOÃO DE BARRO 7 de novembro de 2018 em 15:33 - Responder

    Eu acho é pouco quem manda a PM ficar peruando e se metendo em tudo, ficam assumindo qualquer pica eu quero é que se dane, peguem os B.o pra fazer também, pra mim quanto menos eu fizer melhor…mas a PM quer fazer tudo né kkkkkkkk pegue mais esse b.o

  17. Comerciante do Boqueirão 7 de novembro de 2018 em 15:37 - Responder

    Peruar é ter Tigre, cope, pra fazer serviço de polícia ostensiva. Outra coisa, pra que precisa de helicóptero na polícia Civil, vão investigar crime voador? não conseguem descobrir quem matou a menina na rodoviária, aquela outra de co,ombro também, não resolvem nenhum assalto a banco, quando pegam é o pessoal do Bope da pm. Vai pros quinto! Aí a pm recuperou o carro de um amigo e na delegacia pediram uma “gratificação” pros agentes. Até pra morder usam o serviço alheio

    • Santos charles 7 de novembro de 2018 em 20:00 - Responder

      Ué trouxa, deixa o tigre o cope o helicoptero do GOA, independencia funcional pra instituiçao, e vcs pra querem drone e avião….não são a força aerea, a PC tem que ser independente mesmo pra não ficar esmolando favor pra pm, e quanto ao bope resolver tudo, vc ta de brincadeira

  18. Débora Blando 7 de novembro de 2018 em 15:48 - Responder

    Espero que o futuro governador privatize todos os presídios, faça um PDV para os agentes carcerários que só reclamam, trabalham 9 dias por mês, e nos dias que trabalham, ficam fazendo churrasco ou dormindo nas grelhas, obrigando os presos a cometer furtos dentro do presídio. Dizem que não tem efetivo, que tem muito trabalho, que não dão conta de atender tudo, mas certo dia um conhecido teve que ir numa unidade acompanhar um servidor, e enquanto esse servidor permaneceu no local, cerca de duas horas, um agente ficou sentado ao lado do conhecido, batendo papo e dizendo que tinha muito trabalho, talvez se nessas duas horas ele tivesse trabalhado, daria conta. Acredito que se cada corporação fizer o que lhe é devido legalmente, não tem porque ficar de chororô.

  19. Lopes 7 de novembro de 2018 em 15:49 - Responder

    Parabéns pelo feito governadora Cida, estava mais que na hora de dar a Cezar o que é de Cezar. A policia civil está trabalhando em desvio de função a muito tempo, enquanto suas atribuicoses ficam paradas e ou sao mal feitas por outros, os quais não tem prerrogativas para fazer.

  20. Rosane 7 de novembro de 2018 em 15:51 - Responder

    Esses dias me chamaram pra depor na justiça. Aí falei pro juiz que eu já tinha falado na delegacia. O juiz me disse que eu deveria falar novamente porque no inquérito é só informativo e não tem valor legal. Aí me perguntei, passei horas aguardando pra falar, quando fui ser ouvida o Sr. Que me atendeu estava de mau humor e com bafo de cachaça, perguntei se ele era o delegado e ele falou assim, sem rodeios, você acha que a essas horas da noite vai ter delegado, e riu da minha cara. Agora lendo algumas pessoas defendendo a Polícia Civil, acho que elas ou nunca foram numa delegacia, ou são policiais ou parentes. Espero nunca mais ter que ir. Lugar sujo e com gente mal educada. Fora o bafo.

  21. Adalberto Souza 7 de novembro de 2018 em 15:57 - Responder

    Gostaria de saber se no Paraná não tem agente penitenciarios para cuidar dos presos nos presídios? Aqui em Rondonia, quem cuida das muralhas dos presídios é a policia militar, mas dentro dos presidios sao os agentes penitenciários. Inclusive a policia militar vai deixar de fazer segurança das muralhas dos presidios, esses policias vão retornar ao serviço operacional nas ruas com isso melhorar a seguranca da população.

  22. Bravo Sierra 7 de novembro de 2018 em 16:02 - Responder

    Fico admirado com tanta asneira e com tanta falácia nós comentários desta postagem. Primeiro que ninguém é melhor que ninguém, nenhuma Instituição é melhor que a outra, seja PC, PM ou Depen, todas fazem parte da Segurança Pública. E todas, eu digo TODAS, tem suas funções determinadas na Constituição Federal, se não sabem procurem ler antes de falar asneira. Lá está bem escrito o que cada Instituição deve fazer, mas o problema é que isso não é respeitado. PM é polícia ostensiva, mas criou um setor que quer investigar, PC é polícia investigativa (apurar as infrações penais), mas querem força a Instituição a fazer o papel do Depen, e o Depen quer reclamar de ficar com a custódia dos preso?? Cada um que cumpra sua função estabelecida na CF, não existe argumento pra isso. Daí o camarada quer reclamar da PC, generalizando toda uma Instituição Centenária, “colega”, funcionários públicos e policiais ruins tem em todas as Instituições e em todas as profissões. Se tem só 5% de casos solucionados a culpa não é da PC, é de todo um sistema e de um modelo arcaico de investigação. Concluindo, acostumaram com anos e anos de descasos com a PC tendo presos condenados em Delegacias e agora que está sendo feito o que é certo, custódia do Depen e presos em Penitenciárias, querem reclamar com argumentos idiotas. Apenas leiam e sigam a CF.

  23. Sílva 7 de novembro de 2018 em 16:03 - Responder

    Que merda dona Cida, isso não é atribuição da Pm, tá de sacanagem.

  24. Almeida 7 de novembro de 2018 em 16:35 - Responder

    E o medo de deixar a policia civil ir para a rua investigar esquemas grandes, prender os mirins do crime é fácil dificil é o peixe grande, a policia judiciária é a responsável por investigar crimes e não está em suas descriçoes de atividade cuidar de presos em delegacias, onde aliás, nem e o lugar de individuos condenados, fato e que mesmo sem essa atribuição a policia civil do estado do Parana faz e não reclama. Sucateada, esquecida, abandonada, marginalisada, repudiada e mesmo assim consegue fazer um bom trabalho dentro do possivel, respeito a policia civil pois ela briga dia ápos dia para sobreviver.

  25. Marcio 7 de novembro de 2018 em 17:33 - Responder

    Sistema tá falido e a galera trocando farpas, se achando melhor q o outro, se houve um crime sem solução todos falharam, PM q nao evitou a Pc q não apurou a autoria e materialidade, o judiciário q foi lento beneficiando o réu, o depen q não o resocializou. PM crítica tanto a PC, mas desconheço um PC q foi pra PM, já o contrário tem vários. Quando conversamos com colegas que foram da PM, assuntos como esse, todos são unânimes em dizer eu era cego……

  26. C A A 7 de novembro de 2018 em 17:37 - Responder

    Engraçado, a PM tira policiais do patrulhamento para fazer investigação (função que não lhe compete e sim a polícia judiciária PC e PF), mas aí ta ótimo.
    PM tira policias do patrulhamento para criar cartórios (outra usurpação de função, competência tb da PC e PF), mas tb ta ótimo.
    Mas quando usam os policiais do patrulhamento para cuidar dos presos, (função que a PC tem feito em desvio ha anos, enquanto a PM usurpa a sua), aí não pode, aí protesto… comer picanha todos querem, mas na hora de roer o osso não é mais divertido???
    Se tem PM sobrando para fazer investigação e tocar cartórios, tem tb para cuidar dos presos.

  27. Manolo 7 de novembro de 2018 em 17:56 - Responder

    Durante décadas a Policia Civil arcou com o sacrifício de custodiar milhares de presos condenados e autuados em suas delegacias.
    Essa nunca foi legalmente sua função e sim do Depen, area penitenciária.
    Agora serão os agentes penitenciários do Depen a custodiar os presos, cabendo para a PM a guarda externa em alguns casos apenas.
    Os PMS estão reclamando porque não querem assumir uma pequena parte do total que a Civil assumiu em décadas.
    Trabalhar e cuidar da segurança faz parte das atribuições da PM , o resto é mimimi dos que querem ficar sem trabalhar e cumprir obrigações.

  28. Juliana 7 de novembro de 2018 em 18:15 - Responder

    Estava tudo pacificado. Bem ou mal estava tudo andando e não havia crises agudas. Cada um fazia um pouco e se ia o barco. Parabéns Cida Borgheti. Parabéns Delegado Júlio Reis. Parabéns Coronel Élio. Parabéns Delegado Caricati. Conseguiram botar tudo em pé de guerra de novo. Bela herança estão deixando para o povo do PR e para o Ratinho descascar. Que vergonha de tudo isso.

    • C A A 7 de novembro de 2018 em 19:12 - Responder

      Pacificado pra quem??? Se acompanhasse as notícias saberia que a guarda de presos tem sido o câncer da PC ha anos, temos brigado constantemente para devolver ao Depen o que lhes pertence, ou a quem quer que assuma os presos e possamos finalmente tirar os policiais das delegacias para investigar e solucionar crimes

  29. Raymondu 7 de novembro de 2018 em 18:20 - Responder

    Com todo respeito aos PC que estão comemorando e descendo a borduna no DEPEN e PM. Como criminalista sei o quanto vocês não trabalham. Sei das horas plantado em delegacias esperando o bonitão do delega para o flagrante. Sei dos mal tratos ao cidadão. Sei das horas de filas para fazer uma mísera identidade. Sei das inacabaveis fugas de preso. Parem de hipocrisia. Para uma grande parte dos PC quanto menos serviço melhor. Enquanto advogado ganho a vida defendendo acusados. Mas enquanto cidadão sei que vocês nada fazem por nossa segurança.

    • Rogerio Charlie 7 de novembro de 2018 em 18:56 - Responder

      Essas delegacias todas acabadas, velhas….vc é um advogado porta de cadeia mau carater, é culpa do policial se o bandido foge cavando desses predios velhos de delegacias, presidios irregular….fala mal da PC seu porta de cadeia porque deve viver enchendo o saco dos policiais e levou uma invertida……

    • C A A 7 de novembro de 2018 em 19:01 - Responder

      Péssimo criminalista o senhor ao dizer tamanho absurdo, se fosse só um pouquinho melhor saberia da real importância da PC na segurança da sociedade, ou acha q uma investigação que coloca criminosos na cadeia, não trás segurança a população? Saber que o bandido está preso após cometer crimes e não ser pego no flagrante, não só trás paz ao cidadão de bem, como também a sensação de justiça para vítima.

  30. Paulo Soares 7 de novembro de 2018 em 18:26 - Responder

    Nossa… ver o recalque da PM é impressionante… só falam mal, só apontam defeitos da Civil…. tem batalhão que tem um efetivo de P2 que é o dobro de uma subdivisão e não conseguem resolver nada… ficam indignados quando a PC faz operação é não pede apoio…. depois ficam pedindo dicas para saber como foi feita… hahahaha…. deixa quieto… os mikes vão salvar o mundo!!! Hahaha

    • [email protected] 7 de novembro de 2018 em 19:06 - Responder

      Não é recalque. É revolta! Revolta com quem pouco e faz e menos quer fazer ainda. Todas as vezes que a PC parou no Brasil, ninguém sentiu falta. Agora as poucas vezes em que a PM ousou parar, foi um pandemônio. As estatísticas não mentem. Os fatos não se escondem. As evidências estão escancaradas. Passaram o BO para o DEPEN sabendo que quem vai fazer o serviço é a PM. E não estão nem aí se faltará policiamento nas ruas. Querem é a maré mansa. A PM tem milhões de defeitos. Mas faz falta. E muita falta. E também não se esconde ou foge do serviço e da batalha. E ainda guarda respeito por quem paga seu salário. Não queremos salvar o mundo, mas o queremos um pouquinho melhor do que o mundinho das delegacias…

    • C A A 7 de novembro de 2018 em 19:08 - Responder

      Sem contar o mar de TCIP mal feitos que depois retorna para as delegacias para serem refeitos. Ja peguei cada um q da vontade de chorar, desde TCIP de violência doméstica a TCIP de tráfico, o notório saber jurídico é de matar de risos, isso que nem falei da escrita mal feita e eivada de erros de português.
      Reclamam de ficar na delegacia esperando o delegado ou escrivão, mas levam 3h, 4h para fazer um BO simples, parece q fazem questão de ficar matando tempo.
      Só sei de uma coisa, parece que o jogo virou não é mesmo?? Ja que gostam tanto de usurpar função da PC, agora poderão usurpar do Depen

  31. DIOGO 7 de novembro de 2018 em 18:35 - Responder

    Só vi policiais civis falando de usurpação. O sujeito quando é vítima de um crime não quer saber se vai fazer um termo circunstanciado em uma delegacia ou em um quartel, ele quer agilidade, respeito e o mínimo de decência no atendimento. Por mim que todos façam, Que a pm também tenha o ciclo completo, quem ganha é a população. Enquanto houver esse corporativismo besta a população vai continuar perdendo. Triste ver que existem profissionais da segurança pública com uma visão tão limitada e mesquinha. Há anos labuto nessa questão dos conseg, e sempre o mesmo discurso, p2 não pode isso, termo circunstanciado aquilo. Até o STF já pacificou essa questão dos tcip. Mais profissionalismo e menos blá blá blá. Aliás sempre que tínhamos reun do conseg a pm, GM, prefeitura, Copel, Sanepar estavam presentes, nunca compareceu nenhum representante da Polícia Civil, e pelo que colegas de outros conseg relataram essa é uma constante.

  32. ROGERIO Charlie 7 de novembro de 2018 em 18:44 - Responder

    Essa Pm é burra meu, preso não é da Policia civil, após o flagrante teria que ir pro CDP, a PC ta com efetivo defasado, eles ganharam efetivo……TCIP vcs não reclamaram de assumir atribuição né…..vcs querem é ficar passeando com vtr novinha pra cima e pra baixo…..e esses babaca dizendo que é omissão da PC, essa Pm do Paraná ê folgada e sem comando……tem delegacia onde tem 1 PC “cuidando” de 100 presos, ah façam o favor e respeitem a Polícia Civil

  33. João Cidadão 7 de novembro de 2018 em 18:45 - Responder

    Que absurdo, fazer o depen cuidar de preso a Pm ter que preservar a ordem e a pc passar a investigar, que coisa estranha, ja estava imaginando que a policia judiciaria era a PM preventivo quem fazia era o depen (soe) e a PC era carceragem…mas alguém pensou que isto estava errado e esta pessoa e que se torna errado?A PM reclamar de trabalhar de fazer o mesmo trabalho que a PC faz ha anos com um quinto do recurso e do efetivo da PM mas para a PM é trabalho arduo mas para a PC não era? as duas instituições existem para servir o povo, estamos esquecendo algo, não se trata de uma empresa particular, não conheço o dono da PM, se não o próprio povo! governantes ” cuidado” a criatura deseja ser criador” falamos constantemente em legalidade, imparcialidade e impessoalidade mas quando temos que aplicar junto aos nossos interesses principalmente os corporativos ocorre uma exagerada flexibilização, e nosso desejo atual por mudanças principalmente aquelas ligadas a legalidade? sou advogado e atuo na area penal, gostaria de dar uma sugestão aos valorosos e trabalhadores PPMM, quanto mais voce PM trabalhar na sua função, exercendo o seu papel constitucional, mais crimes você evitara, assim menos gente sera presa e consequentemente menos crime ocorrerá, nem a PC e nem o Depen precisarão aumentar seus efetivos e a PM mostrara seu arduo trabalho, mas não conta aqueles trabalhos nas padarias farmacias, postos de combustiveis , supermercados etc…
    PM tira policias do patrulhamento para criar cartórios (outra usurpação de função, competência tb da PC e PF), mas tb ta ótimo.
    Mas quando usam os policiais do patrulhamento para cuidar dos presos, (função que a PC tem feito em desvio ha anos, enquanto a PM usurpa a sua), aí não pode, aí protesto… comer picanha todos querem, mas na hora de roer o osso não é mais divertido???
    Se tem PM sobrando para fazer investigação e tocar cartórios, tem tb para cuidar dos presos. povo vivemos épocas estranhas, a instituição que se diz e recebe mais recursos públicos para melhor desempenhar seu importantíssimo trabalho não deseja faze-lo? temos como membro da sociedade que repensar este modelo definitivamente!
    Engraçado, a PM tira policiais do patrulhamento para fazer investigação (função que não lhe compete e sim a polícia judiciária PC e PF), mas aí ta ótimo.
    PM tira policias do patrulhamento para criar cartórios (outra usurpação de função, competência tb da PC e PF), mas tb ta ótimo.
    Mas quando usam os policiais do patrulhamento para cuidar dos presos, (função que a PC tem feito em desvio ha anos, enquanto a PM usurpa a sua), aí não pode, aí protesto… comer picanha todos querem, mas na hora de roer o osso não é mais divertido???
    Se tem PM sobrando para fazer investigação e tocar cartórios, tem tb para cuidar dos presos.

  34. Rogerio Charlie 7 de novembro de 2018 em 18:51 - Responder

    Esse pm babaca dizendo em acabar com a Pc que o povo nem sentiria, se vcs prestassem em cuidar do ostensivo com zelo, nao haveria tanto acumulo de crimes pra Pc investigar…..que se acabe com esse modelo de pm que ha hoje entao, ja que tem se mostrado ineficiente….

    • Raymondu 7 de novembro de 2018 em 19:19 - Responder

      Não sentiria mesmo. Só são lembrados nas filas de RG que não acabam e no mal atendimento ao cidadão que se obriga a procurar uma delegacia. O cara tem razão. Prefiro mil vezes atender meus clientes nos cartórios PM com todos os erros de português que o amigo aí em cima diz que eles cometem. Mas são rápidos e sou respeitado e bem atendido. PC é igual piá pilantra. Mal e mal a mãe sente falta….

  35. Henrique 7 de novembro de 2018 em 19:20 - Responder

    Caro, “grande criminalista” Raymondu, nao generalize que a instituição Polícia Civil não faz nada. Provavelmente vc já foi atendido bem em unidades da PC. Não é culpa da mesma não ter ambiente adequado ao desempenho das suas funções, falta tudo e
    a todo momento, mas fazemos sim nossa atribuicao. Provavelmente vc seja um advogado daqueles que se acham deuses e que temos que atender prontamente sem pestanejar. Pare de ser pelego e veja que a realidade é outra.

  36. SSPC 7 de novembro de 2018 em 19:35 - Responder

    Enquanto aqui faltar educação e união, todos discutem e ninguém tem razão. Sou Policial Civil, respeito PM e Depen e me entristece muito ler os comentários…Quem sai perdendo? Todos nós.

  37. Daniel 7 de novembro de 2018 em 19:35 - Responder

    Engraçado. Quando um PC precisa de apoio liga 190 porque sabe que será atendido. Pra ver como até entre eles sabem que são uma fraude . PC é bom pro arrego. Trabalhar ñ é muito sua praia. Muita conversa e poça ação. A pm não é perfeita, mas está anos luz na frente da civil, quer seja em treinamento, quer seja em vontade de fazer o bem para o contribuinte. A tiragem não faz falta, pelo contrário, só toma recursos que poderiam ser melhor utilizados em outras áreas. Quando precisar de apoio liga pra civil e aguarda. Se a PC tivesse investigado a morte de Cristo, tinham liberado O Pilatos e Judas, porqie pagaram propina, indiciado a Maria Madalena, pedido a preventiva dos demais apóstolos, e pedido a prorrogação do prazo é até hoje não tinham encerrado. Que o diga o coronel do bombeiro acusado de ser serial killer depois a pm descobriu que não foi ele o autor. Erros grosseiros na investigação.

    • Mmm 7 de novembro de 2018 em 22:39 - Responder

      Nos não investigamos pois estamos cuidando de presos, nas poucas vezes que vamos investigar os Pm p2 já contaminaram tudo. Até some com as provas. Quer investigar e não usar farda ? Faça concurso de nível superior e entre na PC.

  38. Juliano 7 de novembro de 2018 em 19:46 - Responder

    Engraçado a PM chorar. Eles ganham cerca de 08 milhões por ano apenas para fazer a guarda dr presídios e escoltas, e nem isso querem fazer. Vão se informar antes dr criticar. Vejam se a PM quer abrir mão desses 08 milhões ano, duvido…

  39. Elizeu 7 de novembro de 2018 em 19:50 - Responder

    Ja estive do lado da PM, entendo a indignação, lá predomina a lei do silêncio, os praças não tem voz. A Cida repassou a obrigação a quem tem o dever legal e são contratados pra isso!. O resta é os ofíciais defenderem a classe PM, e bater o pé pra não assumirem obrigação que também não é dela; o que duvido q algum oficial pensando em sua próxima promoção vqi se indispor , pra defender a classe dos praças. Muito embora P2 e MP gostem de investigar, (porem são investigações seletivas, ja que não possuem o dever legal, então podem se dar ao luxo de escolher o q ue investigar). Vamos e venhamos investigar é muito bom, é algo q instigante, prazeroso!! Entendo a sina de querer fazer. ( como nunca fui P2) resolvi fazer o concurso pra PC. Como disse no ínicio, entedendo. Indignação do irmãos PM, e estão cobertos de razão, agora DEPEN, reclamar pq vão ter q fazer suas funções. Estava bom enquanto a batata quente estava na mão da PC. Tenha a santa paciência né DEPEN. O q vcs querem?.. Que a PM assuma ? É isso?.. Ah, não esqueçam q vcs tem renumeração maior q dos policiais civis e PMs. Vcs vivem acomodados nos presídios, se recusam a receber um preso a mais que a capacidade do presídio.. q se SF os PC com cadeias abarrotadas; e não podemdo dizer pro colegas PMs q nao vamos receber pq esta lotado. Agora quero ver como vcs DEPEN vão se virar com cadeias socadas de ladrão e com fugas diárias.. Tomem q p filho é seu DEPEN.!!!

  40. Silvana 7 de novembro de 2018 em 20:08 - Responder

    Tudo se resume na maneira de reclamar. Na postura e na responsabilidade. Todos votamos no Mito, e reclamar não vai ajudar em nada. Se cada um fizer bem sua parte, ainda que entenda ser injusto, mas cumprir a missão, poderemos dar o exemplo para a população sem ficar apontando o dedo por desabafo.
    É preciso denunciar colegas que trabalham mal ou praticam atos de improbidade administrativa. Dar o exemplo e não encobrir essa velha prática que vem desunindo irmãos policiais.
    É preciso renivar a mentalidade, recuperar aqueles ideais que estavam lá atrás guardados. Em conjunto e na mesma direção todos. Limpando a casa e denuncciando delegados que não trabalham e não documentam seus expedientes, poderemos evoluir e unir forças. A palavra é lealdade. Vamos dar o exemplo minha gente.
    Oq as associações tem feito?? Nenhuma associação ajuíza Ação Civil Pública para exigir liminarmente melhores condições!! Os advogados são ex-integrantes aposentados que jamais abriram um livro. Sequer saber oq é Direito Difuso e Coletivo. Renovem a mentalidade e dêem o exemplo. Chega dessa velharia.
    Investigador e praça não precisam ficar se expondo aqui. Convoquem reuniões que tem solução. As associações são legitimadas e vcs estão pagando.
    Exijam do MP uma defesa do Direito Coletivo de vocês! Os caras só fazem marketing pra defender pobres e minorias, mas neste caso as vítimas de falta de politica pública são vcs e a sociedade. Exijam os direitos que se não se unirem agora, o MP tem esse dever legal e constitucional.
    Controle externo da atividade policial tbm consiste na defesa dos interesses coletivos. Mesmo que o comando de fato do MP já temha se pronunciado politicamente pela desmilitarização da policia, eles devem proteger o direito de todos! É direito social à segurança pública.

  41. Bittencour 7 de novembro de 2018 em 20:25 - Responder

    Quanta ignorância nas respostas publicadas nestes comentários acima! A responsabilidade pela população carcerária do Paraná é do DEPEM! O que falta é ser aprovado o projeto de criação da Polícia Prisional, passar a guarda e a responsabilidade dos presos aos agentes!!! Enquanto isso, o efetivo da PM é bem maior do que o da Polícia Civil !!! É só tirar boa parte dos policiais militares que exercem funções administrativas!

  42. Mmm 7 de novembro de 2018 em 22:01 - Responder

    Compete à pm preservar o local do crime, mas ficam contaminando tudo, deixando as digitais, mexendo no celular da vítima. Depois querem que a PC solucione o caso. Nem csi resolve.

  43. Luiz Carlos 7 de novembro de 2018 em 22:51 - Responder

    Preso não eh da PC, nem da Civil, preso eh do DEPEN. Enquanto o DEPEN não assumir suas verdadeiras responsabilidades, vai ficar jogo de empurra, empurra. Quais são as atribuições constitucionais da Militar, e da Civil? Se informem. Com ctz não eh cuidar, ou escoltar presos.

  44. Moro2020 7 de novembro de 2018 em 23:55 - Responder

    Agentes Penitenciários:
    Vcs fizeram concurso pra cuidar de preso, cumpram seu dever e parem de mimimi.

  45. Guilherme 8 de novembro de 2018 em 22:09 - Responder

    O mais engraçado são os pms que tanto tentam desmerecer a PC, mas todo dia perguntam quando vai sair o próximo concurso. PM’s que passaram a PC conheço a todo, já o contrário…. Cada um que cuide da sua obrigação, que inclusive está na cf. Se não gosta… porta da rua é serventia da casa.

  46. Lopes 9 de novembro de 2018 em 09:20 - Responder

    Por que a PM está protestando contra um decreto que diz cada qual no seu quadrado?
    Por que NÃo querem a PoloPol Civil na rua investigando?
    Cuidar de preso é função do dependente, qual o problema de cada um fazer o seu?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Contraponto. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Contraponto se reserva os direitos de não publicar e de eliminar comentários que não respeitem estes critérios.

Deixe uma resposta