CPI aprova quebra de sigilo de Ricardo Barros

Senadores da CPI da Covid aprovaram nesta terça-feira (3) a quebra do sigilo bancário, fiscal, telemático e telefônico do deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo na Câmara dos Deputados. Barros é pivô das denúncias de corrupção nas compras de vacina pelo governo federal. Ele foi apontado pelo deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), em depoimento à CPI, como o parlamentar supostamente citado pelo presidente  Jair Bolsonaro  como um dos envolvidos nas irregularidades que cercam o contrato de compra de doses da vacina indiana Covaxin.

O depoimento de Barros na CPI está marcado para o próximo dia 12.

Luis Miranda –  CPI da Covid  também determinou as quebras dos sigilos bancário, fiscal, telefônico e telemático do deputado federal Luis Miranda (DEM-DF).  De acordo com o senador Alessandro Vieira (Cidadania), autor do requerimento de quebras de sigilo, as informações serão importantes para esclarecer o nível de proximidade do parlamentar com integrantes do governo federal e, ainda, para obter dados sobre casos de prevaricação e corrupção no governo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui