A ex-governadora Cida Borghetti não quer comentar o anúncio feito pelo governador Ratinho Jr. de que negará a concessão da aposentadoria dela, benefício previsto na Constituição Estadual e com que contam oito governadores que a antecederam no Palácio Iguaçu.

A assessoria da ex-governadora, que exerceu o cargo de abril a dezembro do ano passado em substituição a Beto Richa (que recebe R$ 30 mil mensais desde janeiro), divulgou apenas uma nota curta:

“A assessoria informa que a ex-governadora Cida Borghetti aguarda que o governador Ratinho Jr oriente a Procuradoria Geral do Estado sobre a sua decisão e o Estado responda ao pedido administrativo.”