Câmara Municipal de Curitiba extingue cota de selos

A direção da Câmara Municipal de Curitiba (CMC) anunciou nesta quinta-feira (9) que a partir de 2022 os vereadores não terão mais direito à cota de serviços postais, um benefício que despendia anualmente até R$ 1.169.750,00 aos cofres da Casa. Apesar de o serviço ser pago somente por demanda, a Câmara divulgou que entre janeiro e novembro deste ano, o custo total foi de mais de R$ 30 mil.

Para o vereador Marcelo Fachinello (PSC), que dispensou o benefício desde o início do seu mandato, essa foi uma decisão correta. “A Câmara tomou a atitude que deveria ser tomada. Desde o primeiro dia do meu mandato abri mão desde benefício, assim como de outros, como o carro e a cota de combustível. Nos tempos que vivemos hoje, existem diversas formas e meios de se comunicar e prestar contas ao eleitor que não seja através de carta, ainda mais sendo paga com o dinheiro público”, avalia Fachinello.

Desde que assumiu como vereador, em janeiro de 2021, Marcelo já economizou mais de R$ 150 mil do dinheiro público abrindo mão da cota de selos, carro oficial, auxílio combustível e tendo cargos reduzidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui