Alvaro: candidatura é irreversível

Pré-candidato à Presidência da República, o senador Alvaro Dias (Podemos) promete ser o candidato da mudança. Em sua sétima legenda, Alvaro afirma que sempre foi coerente e que sua candidatura pretende combater as grandes forças partidárias. Para ele, que formalizou sua pré-candidatura neste domingo (19), não existe partido político no Brasil, apenas siglas.

“Quando indagam se mudei muito de partido, respondo que nunca mudei de partido. Mudei de siglas, procurando um partido que não encontrei. Agora me encontrei num movimento que um dia pode ser partido. Temos siglas administradas cartorialmente, denunciadas como organizações criminosas. Meu itinerário de mudança tem esse sentido de rejeitar esse tipo de prática, sempre insatisfeito, desconfortável por não compactuar com o modelo que aí está” diz o senador em entrevista ao site ao Congresso em Foco (a íntegra está aqui).

Ele descarta procurar alianças com grandes legendas em 2018 ou postular o cargo de vice em outra chapa para subir a rampa do Palácio do Planalto. “O bolo ficou pequeno para tanta gente comer. Há rejeição a esse sistema que vamos combater. Não estamos advogando grandes alianças. Poucos adotarão a proposta de ruptura com o atual sistema. Isso é inegociável para nós. Essa é a razão de nossa candidatura”, explica.

“O que está emergindo no inconsciente coletivo é um movimento devastador a favor de uma mudança radical. Ou nós mudamos para valer, ou seremos atropelados por esse sentimento irresistível de mudança”, defende Alvaro.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui