Vândalo joga tinta vermelha em frente ao Palácio do Planalto

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) prendeu na manhã desta segunda-feira (8) homem de 29 anos que  jogou um balde de 18 litros de tinta vermelha em frente ao Palácio do Planalto, na direção da rampa usada por autoridades em eventos oficiais.O homem jogou a tinta de dentro de um carro em movimento. Ele foi detido e levado para a Polícia Federal. Funcionários da Presidência foram acionados para limpar o local.

O palácio é a sede do governo federal, onde trabalha o presidente Jair Bolsonaro. O prédio faz parte do conjunto arquitetônico de Brasília, considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Também é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O ataque ao patrimônio é vandalismo.

Uma cerca móvel faz a separação entre o palácio e a rua. A tinta foi jogada nas imediações da cerca. Em nota, o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), responsável pela segurança da Presidência, disse que o palácio foi “vítima de um ato de vandalismo, quando um indivíduo lançou tinta na rampa do prédio”.O GSI também disse que as autoridade policias vão tomar as “medidas legais cabíveis” em relação ao homem que jogou a tinta no Planalto. (Do G1).

 

1 COMENTÁRIO

  1. Incentivar o contágio de um povo durante a pandemia, negar recursos, fazer lobby para medicamento incerto, falsificar dados, divulgar mentiras, desdenhar da ciência e sucatear áreas científicas do Estado, apoiar e armar milícias envolvidas nós mais bárbaros crimes (tráfico, homicídios, extorsões, sequestros…meros inconvenientes em face de um protesto com tinta, esse sim um crime capital!…. O brasileiro médio merece!