PT e líderes da oposição repudiam ameaças do deputado Coronel Lee

O Partido dos Trabalhadores (PT) informou na tarde desta quarta-feira (6) que irá tomar as medidas judiciais cabíveis contra a manifestação do deputado estadual Coronel Lee (DC) feita pela manhã na tribuna da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). O partido, ao mesmo tempo, solicitou à Alep que seja cumprido o regimento interno e que parlamentares sejam impedidos de usar o espaço público para proferir tais ofensas e crimes.

Em nota, o PT e líderes da oposição repudiam o discurso do Coronel Lee e alertam para “a escalada de violência promovida por parlamentares bolsonaristas, especialmente em ano eleitoral, já que Lula aparece como líder nas pesquisas de intenção de voto”.

Eis a nota:

“O Brasil vive capítulos difíceis em sua história com a violência e o discurso fascista, infelizmente, invadindo espaços democráticos, republicanos e de diálogo da sociedade brasileira. Nesta quarta-feira, 06/04, a sessão na Assembleia Legislativa do Paraná foi palco de mais um episódio de discurso de ódio. Durante sua fala na tribuna da Assembleia, o deputado estadual Coronel Lee (DC) proferiu palavras contra a integridade física do ex-presidente Lula e de membros do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, os ameaçando de morte.

O Partido dos Trabalhadores e a Liderança da Oposição repudiam o incentivo à violência política seja contra o ex-presidente Lula, contra seus aliados, ou contra quaisquer pessoas que desenvolvem políticas públicas e sociais.

O discurso feito pelo Deputado Coronel Lee é um alerta e gera profunda preocupação com a escalada de violência promovida por parlamentares bolsonaristas, especialmente em ano eleitoral, já que Lula aparece como líder nas pesquisas de intenção de voto. O ódio não pode ser ferramenta de disputa política, nem o discurso violento como retórica, ainda mais, em um lugar que deveria ser respeitado: a casa do povo.

O PT irá tomar as medidas jurídicas cabíveis contra a lamentável manifestação do parlamentar, afim de que esses episódios não se repitam e que não fiquem impunes. Também solicitamos à Assembleia Legislativa que seja cumprido o regimento interno e que parlamentares sejam impedidos de usar o espaço público para proferir tais ofensas e crimes.

Em defesa da Democracia e contra o discurso de ódio!

Gleisi Hoffmann

Presidenta do PT Nacional e Deputada Federal

Executiva Estadual do Partido dos Trabalhadores do Paraná

Arilson Chiorato

Presidente do PT-PR e Deputado Estadual e Líder da Oposição na Alep

Enio Verri

Deputado Federal pelo PT-PR

Zeca DirceuDeputado Federal pelo PT-PR

Bloco Parlamentar PT-PDT e Liderança da Oposição na Assembleia Legislativa do Paraná

Luciana Rafagnin

Deputada Estadual pelo PT-PR

Professor Lemos

Deputado Estadual pelo PT-PR

Requião Filho

Deputado Estadual pelo PT-PR

Tadeu Veneri

Deputado Estadual e Líder do PT na Alep

Goura Nataraj

Deputado Estadual pelo PDT-PR”.

 

 

Deixe uma resposta