Um dia depois da posse de Rubem Novaes como novo presidente do Banco do Brasil, o filho do general Hamilton Mourão foi promovido na carreira do banco, onde é funcionário de carreira há 18 anos. Antonio Hamilton Rossell Mourão foi nomeado para o cargo de assessor especial da presidência do BB e seu salário, que era de R$ 12 mil mensais, passa a partir de agora para R$ 36 mil, três vezes maior.

O rigoroso pai não estranhou a promoção do filho: “Foi por mérito”, disse o vice-presidente ao Estadão. “Além disso, ele foi muito perseguido anteriormente por ser meu filho”, explicou o vice-presidente.

Mourão (filho) trabalhava há 11 anos como assessor empresarial de agronegócios do Banco – período que abrange o tempo em que o ex-senador paranaense Osmar Dias foi vice-presidente de Agronegócio e Micro e Pequenas Empresas, de 2011 a 2016. O general não especificou quem “perseguia” nem quem era o chefe imediato do filho na grande área de agronegócios do BB.