Professor de cursinho e historiador é pré-candidato à prefeitura de Curitiba pelo PV

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

A Comissão Executiva Municipal do Partido Verde (PV) aprovou por unanimidade o nome  de Renato Mocellin, professor de História do curso Positivo, como pré-candidato à Prefeitura de Curitiba nas eleições de novembro próximo.  “Faremos uma campanha propositiva mostrando que a cidade não é apenas do prefeito, mas de toda uma sociedade”, garante Mocellin ao anunciar o norte de sua proposta de governo:  “A nossa Curitiba sustentável”.

O professor informa que tem “procurado estudar como atuaram os diversos prefeitos, de Cândido Ferreira de Abreu, passando por Ney Braga, Iberê de Matos, Ivo Arzua, Jaime Lerner. Tenho apreendido muito”, completa.

Mocellin é graduado em Direito, História e Estudos Sociais pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e possui pós-graduação em História da Arte pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-PR). É também mestre em Educação pela UFPR (2009).É autor de dezenas de obras didáticas e literárias.

 

1 comentário em “Professor de cursinho e historiador é pré-candidato à prefeitura de Curitiba pelo PV”

  1. Este professor é um dos melhores, colocava um. Pouco de juízo crítico na cabeça da piazada, a julgar meus próprios piás.

    O prof Euler claro, também foi relevante na formação e está se saindo um excelente vereador, junto com o kusma e a sra Rocha.

    É gente com. Conhecimento da coisa pública, do direito e do dever do cidadão e também do Estado.

    Eu gosto muito do fruet, pq é honesto, experiente e visionário, os mais conservadores e frustrados não o elegeram para um segundo mandato, mas seria interessante uma aliança entre a gana de mocelin e o rito de fruet.

    Mocelin tem meu voto, ensinou um tipo de visão sustentável na sala e imagino que vá praticar isso na gestão do município. Todos precisam ter um pouco de tudo, e não, isso não é comunismo, isso é renda mínima, isso é população acima da faixa de extrema pobreza, isso se chama futuro e se chama paz.

    E o melhor, que bom ler notícias fora do eixo bolsonaro, moro, e outros que aplicam meios duvidosos para atingir os fins que defendem e pensam ser o melhor pra todos. Cansada desse assunto.

Deixe uma resposta