Procuradores da força-tarefa rebatem fala de Bolsonaro

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Os membros do Ministério Público Federal (MPF) que integram a força-tarefa da Lava Jato no Paraná lamentaram nesta quinta-feira (8) a fala do presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre ter ‘acabado’ com a operação Lava Jato. “O discurso indica desconhecimento sobre a atualidade dos trabalhos e a necessidade de sua continuidade e, sobretudo, reforça a percepção sobre a ausência de efetivo comprometimento com o fortalecimento dos mecanismos de combate à corrupção”, dizem os procuradores da República em nota publicada no site do MPR do Paraná.

Para eles, “a  Lava Jato é uma ação conjunta de várias instituições de Estado no combate a uma corrupção endêmica e, conforme demonstram as últimas fases dos trabalhos, ainda se faz essencialmente necessária”. Eles lembram que  “ainda ontem (7), na mesma data da declaração do Presidente, foi deflagrada a 76ª fase da operação, na qual houve a apreensão do equivalente a quase R$ 4 milhões em espécie em endereços de investigado pela prática de delitos contra a Petrobras”.

“O apoio da sociedade, fonte primária do poder político, bem como a adesão efetiva e coerente de todos os Poderes da República, é fundamental para que esse esforço continue e tenha êxito”,  afirmam.

“Os procuradores da República designados para atuar no caso reforçam o seu compromisso na busca da promoção de justiça e defesa da coisa pública, papel constitucional do Ministério Público, apesar de forças poderosas em sentido contrário”, termina a nota.

 

Deixe uma resposta