Partido que impugnou primeira pesquisa em Curitiba não tem candidato

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O partido que conseguiu na Justiça Eleitoral a impugnação da primeira pesquisa de intenção de voto para prefeito de Curitiba, não tem candidato para disputar o pleito.

Esta é a primeira observação de estranheza que pesa sobre a iniciativa da Rede Sustentabilidade de tentar impedir a medição de forças entre os principais pré-candidatos já anunciados – os deputados Ney Leprevost (PSD), Gustavo Fruet (PDT), Fernando Francischini (PSL), João Arruda (MDB) e o atual prefeito, Rafael Greca (DEM), que busca a reeleição.

A Rede alegou que o instituto Paraná Pesquisas não teria obedecido a alguns critérios de estratificação da população exigidos pela legislação que regula as sondagens registradas na Justiça Eleitoral, requisito obrigatório  para divulgação a partir do início oficial da campanha previsto no calendário eleitoral do TSE.

A assessoria de um dos candidatos – que acredita estar bem cotado – suspeita que a Rede teria servido a terceiros temerosos de aparecer com baixo desempenho na sondagem da Paraná Pesquisas. Os mesmos assessores lembram que, embora a Rede não tenha apresentado candidato próprio até agora, o senador Flávio Arns, filiado ao partido, defende o lançamento da filha, a advogada Carolina Arns, pelo Podemos, legenda dos dois outros senadores do Paraná (Alvaro Dias e Oriovisto Guimarães).

 

 

1 comentário em “Partido que impugnou primeira pesquisa em Curitiba não tem candidato”

Deixe uma resposta