Morre o ex-deputado paranaense e líder trabalhista Léo de Almeida Neves

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O ex-deputado paranaense Léo de Almeida Neves morreu na noite desta segunda-feira (2),em São Paulo, aos 88 anos. Ele estava internado com problemas intestinais no hospital Albert Einstein, na capital paulista. O corpo será transportado nesta terça-feira (3) para Curitiba.

Léo de Almeida Neves nasceu em Ponta Grossa em 22 de março de 1932. Formou-se em Economia pela Faculdade de Ciências Econômicas do Paraná (1953) e em Direito pela Universidade Federal do Paraná (1954). Exerceu o jornalismo no Diário do Paraná e publicou artigos em vários jornais, entre eles o ‘Jornal do Estado’, atual ‘Bem Paraná’.

Desde muito cedo filiou-se ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), do qual foi vice-presidente executivo nacional. Em 1958, Neves ele foi eleito deputado estadual pelo PTB. Sempre esteve muito próximo do líder trabalhista Souza Naves, eleito senador pelo Paraná em 1958, e que morreu no ano seguinte. Em 1966, já no MDB,foi eleito deputado federal. Em 1969, contudo, teve o mandato cassado pelo regime militar por força do AI-5. Exerceu vários cargos a partir daí. Em 1985 foi o primeiro deputado federal do PDT do Paraná. Entre 1995 e 2003, foi suplente de Roberto Requião no Senado.Durante o governo de José Richa foi presidente do antigo Banco do Estado do Paraná (Banestado). E no governo João Goulart presidiu a Carteira de Crédito Agrícola e Industrial do Banco do Brasil. No governo José Sarney, foi diretor de produção do antigo Instituto Brasileiro do Café (IBC). Na iniciativa privada, trabalhou muitos anos no grupo  Horácio Coimba – a Café Cacique, de Londrina, é uma empresas do grupo.

Fazia parte da Academia Paranaense de Letras e escreveu vários livros, como ‘Destino do Brasil: Potência Mundial, A Era Vargas Continua’, ‘Vivência de Fatos Históricos’, ‘Segredos da Ditadura de 1964’ e ‘Privatizações de FHC. A Era Vargas Continua’. (Com informações do Bem Paraná).

Deixe uma resposta