Morre o ex-deputado federal Alencar Furtado, aos 95

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O ex-deputado estadual e ex-deputado federal  José Alencar Furtado, 95 anos, morreu na madrugada desta segunda-feira (11) em seu apartamento em Brasília em decorrência de problemas renais e cardíacos.O sepultamento ocorrerá no Cemitério Campo da Esperança, na capital federal, às 16 horas.

Grande orador e escritor, foi uma das principais vozes contra o regime militar, que acabou lhe cassando o mandato. Alencar Furtado, que trabalhou em Paranavaí como advogado da prefeitura até ingressar na política, estava doente desde o fim do ano passado, quando foi hospitalizado. No último dia 6 ele teve alta, mas no sábado (9) seu estado piorou.

Alencar Furtado nasceu em Araripe, no Ceará, filho de Vicente Alencar Barbosa e Maria Furtado, pequenos agricultores. Quando fazia o curso de Direito na Faculdade de Direito do Ceará, em Fortaleza, foi militante da Esquerda Democrática. Formou-se em 1950, casou-se com Miriam Cavalcanti, sua colega de turma, e mudou-se para Paranavaí, onde o casal formou um dos mais importantes escritórios de advocacia da região.

Com participação em mais de 400 juris populares e admirado pelo poder de sua oratória, candidatou-se a deputado estadual em 1962, por uma coligação de pequenas legendas encabeçada pelo Partido Social Progressista, o PSP, ficando como suplente. Em 1966, já filiado ao MDB, elegeu-se para a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) com a expressiva votação de 12 mil votos. Durante esse período foi 2º secretário da Casa e foi líder da bancada do MDB, além de presidente regional do partido e um de seus fundadores no Paraná.

 

Deixe uma resposta