Morre a atriz Bibi Ferreira, aos 96

Maior diva do teatro musical brasileiro, a atriz Bibi Ferreira morreu na tarde desta quarta-feira (13), vítima de parada cardíaca. Ela estava em sua casa, no Flamengo, quando passou mal. A informação foi confirmada pela filha dela, Teresa Cristina, fruto do relacionamento com Armando Carlos Magno — segundo de seus seis maridos.

— Ela partiu às 13h, serenamente — contou o empresário e amigo, Nilson Raman. — Passou seus últimos dias em casa, dormindo na maior parte do tempo. Hoje, reclamou de falta de ar e, em seguida, se constatou o óbito. Bibi foi protagonista absoluta do seu palco e da sua vida. Foi muito lindo o que ela fez.

Bibi Ferreira nasceu num tempo em que ser ator não era status social aceitável nem sequer profissão regulamentada. Mas por ser filha de quem foi — da bailarina espanhola Aída Izquierdo e do ator Procópio Ferreira, um dos responsáveis pela profissionalização do ofício no país —, Bibi viveu e contribuiu para a passagem do então sub-ofício a uma profissão capaz de transformar artistas em semideuses da cena, em divindades vivas. E Bibi se tornou uma delas; ou melhor: a maior delas. Atuou com firmeza até os seus 96 anos, como um mito vivo, em atividade, e com plena consciência do que fez e do que ainda gostaria de ter feito:

— Eu tenho consciência de tudo o que eu fiz, tudo — disse em entrevista ao GLOBO, em janeiro de 2018. — Embora tenha começado profissionalmente com meu pai, entre 18 e 19 anos, lembro de dançar no Municipal do Rio, com 6 anos, de fazer o filme “Cidade mulher” (de Humberto Mauro) quando tinha 13, de ser ensaiada pelo Noel Rosa… Então são quase 90 anos no palco. E continuo fazendo.

2019-02-14T08:44:34+00:00 13 fevereiro - 2019 - 15:39|Brasil, Paraná, Política|1 Comentário


Um Comentário

  1. Leitora 13 de fevereiro de 2019 em 18:17 - Responder

    Bibi querida, descanse em paz, pq olha, vc deve estar cansada hein….tá loco. Trabalhava feito uma doida. Quantas peças, musicais, canções, vc participou em 2018? Nem sei pq vc morreu já que é a pessoa mais vitalizada do pais.
    Alías sempre comentávamos que Temer devia sempre se inspirar em vc quando ele revisãva a reforma da previdencia!!
    Ele tinha um plano de trabalharmos 70…sim teve um que tinha essa meta…qualquer pensaria: “qual do Temer, pensa que todo mundo é a Bibi?”
    Além desse seu digamos “aspecto peculiar” vc nao se entupiu de plasticas e aos 96 estava mais bonita que muitas mulheres de 60. Vc aceitou os anos com elegância e o riso solto. Nunca vou lhe esquecer. Cante no céu para nós…pq aqui embaixo ta quente o inferno.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Contraponto. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Contraponto se reserva os direitos de não publicar e de eliminar comentários que não respeitem estes critérios.

Deixe uma resposta