Moro quer tribunal anticorrupção e agência contra pobreza

O pré-candidato à Presidência da República Sergio Moro (Podemos) está começando a mostrar as suas propostas eleitorais para 2022.Em entrevista ao jornal Correio Braziliense, o ex-juíz federal e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública afirmou que pretende apresentar um projeto para criar uma corte nacional anticorrupção no Poder Judiciário.

“Nossos tribunais não podem ter uma resposta assim tão formal para o problema da corrupção. Precisamos ter uma construção de uma jurisprudência que faça com que quem roubou dinheiro público arque com as consequências”, disse.

Na entrevista à jornalista Denise Rothenburg, Moro disse que a corte idealizada por ele trabalharia com estruturas já existentes para não gerar novos gastos aos cofres públicos. Segundo ele, a pasta reuniria os melhores servidores e magistrados do Judiciário para atuar no combate à corrupção.

Outra promessa do ex-juiz é a criação de uma agência de combate à pobreza. Moro defende que a erradicação da pobreza seja política de Estado, e não de partido ou governo.

“Criar uma agência como essas reguladoras, mas um pouco diferente, e com uma missão específica, erradicar a pobreza no país. Trazer para essa agência a elite do funcionalismo público brasileiro, para a gente ter políticas transversais, educação, saúde e, eventualmente, o que mais for necessário para remediar essas situações específicas”, disse. (Do Congresso em Foco).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: