MDB do Paraná busca se reorganizar

O MDB vai começar a sua reestruturação pelos diretórios municipais das cidades com mais de 100 mil habitantes, segundo decidiu a executiva do partido em reunião na noite de quarta-feira (9). O presidente estadual da legenda, deputado João Arruda, anunciou que serão montadas comissões provisórias e realizadas convenções durante o primeiro semestre visando a reposicionar o partido no estado.

O MDB, que elegeu 70 prefeitos nas eleições de 2016, pretende se preparar para as disputas municipais do ano que vem, principalmente nas 20 maiores cidades do estado: além de Curitiba, estão Londrina, Maringá, Ponta Grossa, Cascavel, Foz do Iguaçu, São José dos Pinhais, Colombo, Guarapuava e Paranaguá.

O partido também decidiu reforçar chapas de vereadores para as próximas eleições. Com o fim da coligação partidária nas eleições proporcionais, o MDB avalia um bom cenário para o partido aumentar as bancadas nos legislativos municipais. “Vamos filiar novas lideranças por segmentos, jovens, professores, empresários e mostrar a importância das câmaras de vereadores na fiscalização dos usos de recursos pelas prefeituras e também como um espaço para discussão assuntos pertinentes de cada cidade paranaense”, aponta João Arruda.

2019-01-11T10:50:24-03:00 10 janeiro - 2019 - 18:06|Brasil, Paraná, Política|4 Comentários


4 Comentários

  1. Rock 10 de janeiro de 2019 em 21:35 - Responder

    Acordem piazada o MDB do Paraná só tinha um puxador de votos dos quais todos vcs. se alimentavam que chamava-se Roberto Requião, agora vcs. vão ter que penar para conseguir se eleger sem ter um nome de referência igual a Roberto Requião que conseguia fazer a casa de vcs. ficar de pé. MDB era Requião e Requião era MDB, agora acabou.

  2. Rock 10 de janeiro de 2019 em 21:40 - Responder

    Alias queria saber qual a credibilidade desses três perante a população, que não vai os aceitar se não tiver a assinatura de Requião os endossando

  3. Parreiras Rodrigues 11 de janeiro de 2019 em 08:26 - Responder

    Pelo contrário, Rock. Requião era uma âncora no MDB. Todos que a ela se agarravam, afundaram. Ele, muito vivo, para não dizer sacana, indicava nomes sem densidade eleitoral, para se conservar inalcansável, como o dr. Moreira, do Hospital de Olhos, por exemplo. E também parentes seus, como o sobrinho, na última eleição. Trouxa quem não enxerga isso.

  4. Rock 11 de janeiro de 2019 em 15:37 - Responder

    Ancora então me diga uma eleição dele com menos de um milhão de votos fora a de deputado estadual que foi a sua primeira,

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Contraponto. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Contraponto se reserva os direitos de não publicar e de eliminar comentários que não respeitem estes critérios.

Deixe uma resposta