Escritório de Ricardo Barros em Maringá é alvo do Gaeco

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O Ministério Público do Paraná (MPPR), por meio do Gaeco,  cumpre na manhã desta quarta-feira (16) um mandado judicial de busca e apreensão no escritório do deputado federal Ricardo Barros (PP), em Maringá, no norte do Paraná. As informações são do G1 Paraná.

As investigações envolvem as acusações feitas por delatores da Galvão Engenharia sobre o pagamento de R$ 5 milhões em propina a Ricardo Barros para intermediar negócios junto à Companhia Paranaense de Energia (Copel).  De acordo com termos de colaboração, os valores foram negociados e pagos entre 2011 e 2014. Barros teria recebido R$ 1,55 milhão em espécie e outros R$ 3,53 milhões em doações eleitorais via Diretório Nacional do PP (Progressistas), do qual era tesoureiro.

Além do escritório de Barros, há um mandado de busca em São Paulo contra Delmo Sérgio Vilhena. Os investigadores querem saber a relação de um alvo de São Paulo com Ricardo Barros e a esposa dele, Cida Borgheti, ex- governadora do Paraná.

A ação é realizada pelo Gaeco do MPPR e conta com a ajuda da ajuda da Polícia Civil.

Ricardo Barros é líder do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados desde agosto e foi ministro da Saúde de 2016 a 2018, durante o governo Temer. O parlamentar está no sexto mandato na Câmara dos Deputados e, antes, foi prefeito de Maringá.

Colaboração – Em nota, o deputado federal afirmou que está tranquilo e em total colaboração com as investigações:”O parlamentar reafirma a sua conduta ilibada , e informa que solicitou acesso aos autos do processo para poder prestar mais esclarecimentos à sociedade e iniciar sua defesa.  Ricardo Barros, relator da lei de abuso de autoridade, repudia o ativismo político do judiciário”, .

 

8 comentários em “Escritório de Ricardo Barros em Maringá é alvo do Gaeco”

  1. É assim que eles agem. O Deputado declarou à poucos dias, que iria propor a eliminação dos “penduricalhos” do Judiciário e do Ministério Público e, assim, acabar com os super salários…olha no que deu.

  2. É assim que eles agem. O Deputado em questão, em entrevista recente, disse que iria propor a eliminação dos “penduricalhos” do Judiciário e do Ministério Público e, assim, acabar com os super-salários. Deu no que deu.

  3. Penuricalhos é o que eles mais tem, começando pela prefeitura de Curitiba! Eles brigam por tudo, quando sabem de um carguinho, lá estão com o garfo e faca nas mãos! Lugar dessa familia é na jaula, com direito a nunca mais sairem ….

  4. Francisco de Assis

    Já investigaram Ricardo de Norte a Sul de Leste a Oeste nunca acharam nada, é um perigo cair na antipatia dessa Instituição.
    Se Ricardo conseguir reverter esta situação no que acredito, virão outras e depois outras.invrstigacoes.
    Uma vergonha!

Deixe uma resposta