Deputados querem evitar "dupla do barulho"Um ofício encaminhado nesta semana pela Casa Civil a todos os prefeitos do Paraná está causando agitação nos bastidores da Assembleia Legislativa. O documento, assinado pelo chefe da Casa Civil, Guto Silva, solicita aos prefeitos que indiquem dois deputados estaduais para representar os interesses de suas cidades junto ao Governo do Estado.

A prática pode soar estranha ao leitor desacostumado com as coxias do mundo político, mas vem de anos no Paraná. Cada cidade define claramente os seus interlocutores no Palácio Iguaçu e evita (ou deveria evitar) o assédio de deputados a prefeitos.

Porém, alguns parlamentares governistas – muito próximos do Palácio Iguaçu – estão distorcendo o documento para fortalecer suas bases eleitorais. Pedem aos prefeitos, sobretudo dos pequenos municípios paranaenses, que indiquem apenas um deputado, ficando assim sozinhos para colher os louros das obras e investimentos realizados. De outro modo, os municípios seriam atendidos por uma “dupla do barulho” – e isso nunca dá certo, argumentam para o Palácio Iguaçu.