Denúncias atingem Alvaro Dias

O senador Alvaro Dias (Podemos) começa a enfrentar dificuldades para manter o discurso de sua campanha presidencial. A denúncia de que teria recebido R$ 5 milhões para ajudar a enterrar a CPI que investigava o bicheiro Carlos Cachoeira está sendo investigada pela Polícia Federal (inquérito 186/2016) a partir de delações e trocas de e-mails entre operadores responsáveis pelas transferências de numerários ilícitos.

As informações são da coluna Radar, da revista Veja, na manhã deste sábado (10).

Alvaro vinha centrando sua campanha sob o argumento de que seria o único dos candidatos sobre o qual não pesava nenhuma suspeita ou inquérito por corrupção, além de deter experiência administrativa bem-sucedida como governador do Paraná no fim da década de 1980 e parlamentar, como senador de vários mandatos.

À denúncia do suposto envolvimento de senador no episódio Cachoeira somam-se outras também contra seu suplente no Senado, o empreiteiro Joel Malucelli, contra quem se revelaram nesta sexta-feira (9) acusações de ter liberado propinas para ter participação na construção da hidrelétrica de Belo Monte. O embaraço se torna maior em razão de Malucelli ser presidente estadual do Podemos no Paraná.

Alvaro Dias não se pronunciou sobre as denúncias até o início da tarde deste sábado (10).

A nota da Veja você encontra no link abaixo:

2018-03-12T10:19:58-03:00 10 março - 2018 - 14:28|Brasil, Paraná, Política|8 Comentários


8 Comentários

  1. Eduardo Pereira. 10 de março de 2018 em 15:45 - Responder

    Então para o ContraPonto vai-se o ultimo dos moicanos… ContraPonto, não vai agora demonstrar afastamento do alvaro, né.. Não é so o senador submarino que perde o discurso. a midia tabajara também.

    Ta vendo como é dificil por o Lula no mesmo balaio desta galera pseudo moralista?

    To aguardando pra desencanar a conta do Lula na Suiça, a mala da grana , ou algo deste tipo que finalmente chega ao Paraná, terra onde parecer vale mais que ser.

    Me pergunto ate hoje por que a Delta empresa iao Cachoeira, que tava na obra interminável da Linha Verde, na época do richa, nunca foi investigada aqui no PR. Agora começo a descobrir por que.

    Agora vamos combinar que bastou o cara sair do psdb pra começarem a investigá-lo

  2. José Augusto 10 de março de 2018 em 16:51 - Responder

    Essa mídia já está tentando confundir a opinião pública, só pesquisar um pouquinho e verá que ele mesmo foi quem mais criticou a CPI do Cachoeira por causa da pizza feita pelo Lula. Ele tentou de todo jeito que as investigações fossem até o fim doa a quem doer e se recusou a participar dessa palhaçada. Ainda foi até o MPF denunciou tudo que tinha sido de fato descoberto durante as investigações da CPI. Denunciou Assad, Cavendish e tantos outros… Todas essas denúncias justamente serviram pra PF abrir inquéritos e prender todos eles.

    • Eduardo Pereira. 10 de março de 2018 em 19:20 - Responder

      Pimenta no dos outros é refresco. Agora explica isso pro cara que fez a planilha e colocou o nome dele lá. Segundo a Abril, que o alvaro dias tanto fez questão de louvar no passado, diz que o codinome dele é Allicate.

      O sergio guerra então presidente do psdb também levou uma grana pra abafar uma cpi da Petrobras. Parece que pra ser tucano , tem que participar de negociata no Congresso.

  3. Oto Lindenbrock Neto 10 de março de 2018 em 19:16 - Responder

    Se investigarem com seriedade, cairão todos. Ops! Todos que não estiverem no PSDB. O tucano é o bichinho de estimação do MP, do TJ, do TRE, da PF, do STF, do TC, do STJ.

  4. 10 de março de 2018 em 20:53 - Responder

    Típico do tipinho que faz aliança com o partido do Crivela (aquele lá que foi desmentido pela agencia aeroespacial europeia, tbm sobrinho do Edir Macedo) e chama os Massa pra rataria, quer dizer eleição…

  5. MAURICIO 12 de junho de 2018 em 14:17 - Responder

    JOGO POLÍTICO FAZ PARTE, INFELIZMENTE!!! ÁLVARO DIAS É O CANDIDATO MAIS PREPARADO PARA A PRESIDÊNCIA… MUITO HONESTO E COM EXPERIÊNCIA POLÍTICA!

  6. […] Flights,” which other parliamentarians also wrongly used. Additionally, Dias was found to have accepted R$ 5 million in bribes from prominent Brazilian businessman, Joao […]

  7. […] which other parliamentarians also wrongly used. Additionally, Dias was found to have accepted R$ 5 million in bribes from prominent Brazilian businessman, Joao […]

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Contraponto. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Contraponto se reserva os direitos de não publicar e de eliminar comentários que não respeitem estes critérios.

Deixe uma resposta