Delatores não têm paz

(por Ruth Bolognese) – Quem fez depoimentos reveladores e delações nas operações dos ministérios públicos Estadual e Federal, que investigam a participação do alto escalão no governo Beto Richa em maracutaias, anda comendo fatias daquele pão de farinha preta que o cão amassou.

Por paranoia ou nem tanto, se sentem perseguidos, seguidos, gravados e ameaçados. E aí é aquela vida de mudar de endereço, cidade, telefone e correr pra delegacia de Polícia mais próxima quando estranhos se aproximam.

É o que acontece aqui no Paraná e em outros estados onde os delatores estão atualmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui