Criador das novas figurinhas do Zequinha é cidadão benemérito do Paraná

A Assembleia Legislativa do Paraná  (Alep) homenageou o ilustrador Nilson Waldir Müller, que reavivou o personagem das balas Zequinha nos anos 1970, com o título de Cidadão Benemérito do Estado, na noite dessa terça-feira (18). Curitibano, o artista plástico recebeu o reconhecimento pelas mãos do deputado Douglas Fabrício (CDN).

Nilson foi o responsável pelas figurinhas do personagem icônico da cultura paranaense, originalmente criado em 1928, para a campanha do ICMS estadual em 1979. Ele foi também o criador do personagem curitibano de histórias em quadrinhos “O Gralha” e o primeiro cenógrafo de televisão do Paraná.

Estímulo

O artista, que estudou pintura, xilografia e escultura com Osvaldo Lopes, braço direito do paranista João Turin, agradeceu ao Legislativo Paranaense pela honraria. “É uma emoção, me completa um projeto de vida. Espero que tudo isso seja um estímulo para quem está começando e correndo atrás de uma carreira”, disse.

Para o deputado Douglas Fabrício, o personagem Zequinha e o trabalho de Nilson Müller são inspiradores. “Quando eu era criança via as figurinhas e anos depois tenho essa oportunidade de conhecê-lo, fazer amizade com ele e lhe oferecer o título pelo talento, história, trabalho e alegria que deu a tantas pessoas”, falou o proponente.

Luciano Mewes, advogado, esteve no Plenário da Assembleia Legislativa para assistir pedir o autógrafo de Nilson em seu álbum do Zequinha. “Eu era um garoto de oito anos em 1979 quando ganhei as primeiras figurinhas por um programa de incentivo à arrecadação tributária. As crianças pediam notas fiscais aos pais e as trocavam no Banestado por pacotes de figurinhas”, explicou.

Trajetória

Nascido em Curitiba em 1941, Nilson Müller começou a desenhar ainda criança copiando revistas em quadrinhos. Aos doze anos de idade conheceu Guido Viaro no centro juvenil de Artes Plásticas e foi convidado a cursar a Faculdade de Belas Artes.

Adolescente, recebeu orientação de Thorsten Andersen e teve uma de suas pinturas ilustrando o salão dos novos, na Biblioteca Pública do Paraná. Aos 16 anos profissionalizou-se, sendo o primeiro cenógrafo de televisão no Paraná.

É ilustrador de publicidade e editorial, além de manter a carreira de artista plástico. A grande paixão de sua vida são as histórias em quadrinhos realizadas em trabalhos universitários. Na Gibiteca de Curitiba promove cursos e lá tem uma ala com seu nome.

Recebeu prêmios em pintura no Salão Paranaense, Salão dos Novos da Biblioteca Pública do Estado do Paraná, e Salão do Santa Mônica Clube de Campo. Ganhou o Prêmio Qualidade Brasil em ilustrações para o livro KO IVY De Ricardo Rodrigues.

Zequinha

O clássico personagem da cultura paranaense Zequinha foi criado em 1928 para a fábrica de balas dos irmãos Sobania, poloneses radicados em Curitiba. Ele foi inspirado em um palhaço paulista e desenhado inicialmente por Alberto Thiele e Paulo Carlos Rohrbach.

Em 1979, Nilson Müller redesenhou o personagem, modernizado, para ilustrar o álbum de figurinhas Clube do Zequinha. Tanto o álbum quanto as figurinhas podiam ser trocadas em uma campanha do Governo do Estado por notas fiscais em um incentivo pelo recolhimento do ICMS.

Em 2021, no mês do aniversário de Curitiba, as figurinhas e álbuns, além de diversos produtos relacionados ao personagem, foram relançados, redesenhadas por Nilson Müller. Zequinha foi retratado em 200 atividades diferentes e mais oito figurinhas especiais. (Foto: Orlando Kissner/Alep).

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui