Comissão de Educação da Alep debate a Educação de Jovens e Adultos

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Líder do Governo e presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), o deputado Hussein Bakri (PSD) convocou uma telereunião para às 9 horas desta terça-feira (21) para discutir a Educação de Jovens e Adultos (EJA) no Estado. Sugerido pelo deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), o encontro vai debater o atual modelo ofertado pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte  (Seed), que foi alterado de 2019 para 2020.

“É natural que toda mudança precise ser debatida e melhorada a partir das questões que vão surgindo com a sua aplicação na prática do dia a dia. E desde o início deste mandato, a Comissão de Educação tem se mostrado aberta ao diálogo, exercendo um papel de protagonismo e mediação entre a Seed, a APP-Sindicato e todos os demais atores envolvidos com o tema. Nosso objetivo sempre será que o Paraná oferte uma educação pública de qualidade nas escolas”, afirmou Hussein Bakri.

Destinada a jovens e adultos que não puderam concluir os estudos na idade adequada, a EJA teve o cronograma readequado para semestral em 2020 e a matriz curricular foi unificada. Com isso, os estudantes agora podem concluir tanto a etapa do Ensino Fundamental quanto a do Ensino Médio em 2 anos. A Seed promoveu a mudança após detectar que os alunos da EJA levavam, em média, 5 anos para concluir cada etapa, o que resultava em grande incidência de abandono devido ao período prolongado.

Além disso, com a matriz unificada para este ano, todas as instituições que ofertam EJA passaram a ter as mesmas disciplinas, facilitando a continuidade dos estudos caso o aluno precise mudar de escola e também a organização dos professores para a escolha das aulas.

Alguns estudantes, porém, dizem necessitar de mais flexibilidade na grade de ensino para adequá-la às suas disponibilidades de dias e horários. Eles sugerem a volta da possibilidade de fazerem matrícula em disciplinas isoladas e de terem atendimentos individualizados.

1 comentário em “Comissão de Educação da Alep debate a Educação de Jovens e Adultos”

  1. Os senhores deputados por acaso têm na ponta da língua o número de sub alfabetizados do Paraná?
    Sabem quantos adultos não terminaram o segundo grau e não conseguem nem emprego de aux d e limpeza?
    Se tem lago muito errado é a falará de zelo com os dados sociais, econômicos e ambientais do parara, mas o destaque para os dados sociais é inegável. Na pandemia mal se sabia onde eram os bolsões de miséria, ou estou mentindo ?
    Acho que nós temos um empresário da informática na secretaria da educação e ele quer promover “um debate” e já já os jovens adultos miseráveis vão ter que ter um Tablet, um ultrabook, ou coisa do gênero, ou ficarão para fora da escola… Pq esse loco magrelo só quer modernizar sistemas, métodos, tudo para sistemas e métodos que a empresa dele ou do amigo do amigo possa licitar e vencer.
    Nos não nascemos ontem, depois de muita bordada, aprendemos um pouco como é o jogo sujo da política
    Espero que o ministério público promova justiça, verifique pq com certeza essa ” mudança” é pretexto para crime. Contra o povo e a coisa pública

Deixe uma resposta