Bolsonaro versus Igreja Católica

O governo Bolsonaro está preocupado com a Igreja Católica e move canais diplomáticos para se prevenir de possíveis críticas que receberá durante o Sínodo da Amazônia, que o papa Francisco convocou para outubro, em Roma. Os embaixadores da Itália e do Vaticano estão sendo chamados para intercedam junto à Santa Sé para que o Sínodo – que reunirá bispos de todo o mundo – não se transforme em palco de ataques diretos à política ambiental e social do governo brasileiro.

A preocupação do governo decorre de informes levantados pela Abin (Agência Brasileira de Informações) segundo os quais a Igreja tende a assumir o protagonismo da oposição, que, até a campanha de 2018, era representada pelos partidos de esquerda. A derrota dessas legendas paralelamente ao avanço dos evangélicos e das correntes de direita coloca o “clero progressista” como a única força política capaz de confrontar o governo Bolsonaro.

Nos 23 dias do Sínodo, as discussões vão envolver temas como a situação dos povos indígenas e quilombolas e mudanças climáticas – consideradas “agendas de esquerda” pelo Planalto. O governo quer ter representantes nas reuniões preparatórias para o encontro em Roma, segundo revelou neste final de semana o jornal O Estado de S. Paulo.

O governo não esconde sua preocupação. Embora tente diminuir a dimensão do caso, o Gabinete de Segurança Institucional, chefiado pelo ministro Augusto Heleno, emitiu nota em que confirma “a preocupação funcional do Ministro de Estado Chefe do Gabinete de Segurança Institucional com alguns pontos da pauta do Sínodo sobre a Amazônia que ocorrerá no Vaticano, em outubro deste ano” e que “parte dos temas do referido evento tratam de aspectos que afetam, de certa forma, a soberania nacional. Por isso, reiteramos o entendimento do GSI de que cabe ao Brasil cuidar da Amazônia Brasileira.”

2019-02-11T13:38:56+00:00 11 fevereiro - 2019 - 10:53|Brasil, Paraná, Política|9 Comentários


9 Comentários

  1. Raphael 11 de fevereiro de 2019 em 11:12 - Responder

    Cabe ao Brasil “não” cuidar. A propósito, isso não é uma coisa de agora. Nenhum dos partidos que esteve no poder até agora parece ter se importado algum dia com a preservação da Amazônia.

  2. Eleitor indignado 11 de fevereiro de 2019 em 11:16 - Responder

    eheheh

    Jesus Cristo….

    As cruzadas estão de volta!

    Fico olhando os minions e pensando

    Temos pouca coisa pra fazer né…

    Nem na missa vão…ficam se incomodando da igreja católica não pactuar com o apedrejamento dos pecadores… mas sabe…tem que se preocupar mesmo… aquele Jesus Cristo era um baita de um socialista, comunista, marxista, tinha todo um papo de esquerdista sabe… era meio alinhado com a fala do Haddad sobre não deixar ninguém para trás…

    E não podemos esquecer aquele sapo barbudo, o Paulo Freire, que também tinha essas idéias de ensinar o oprimido a pensar…ui ui ui….isso aí é uma manobra da esquerda para dominar nosso pensamento e nos converter o hinduísmo homossexual com cotas para pedófilos…tem que combater!

    E alguém já viu aquele papa Francisco, um sem terra que não se sabe como galgou o poder (deve ter recebido algum por fora do lula) e fica agora botando banca de líder e ainda por cima, alimentando os sem teto de roma…que absurdo …e ainda diz que temos que gastar nosso capital acolhendo e ajudando os irmãos (só se for irmão dele) refugiados: aqueles árabes, africanos e outros do oriente médio) que ficam fugindo pq não querem trabalhar e enfrentar as adversidades da vida e de seus países …gente que é contra os costumes e a família e a propriedade!

    tem que mudar isso aí mesmo… cristão só o da igreja universal do reino de Deus e outras facções criminosas do gênero que ajudaram a eleger o messias que vai impedir nossas criancinhas em tomar leite na mamadeira em formato de pênis e de serem masturbadas desde os sete meses… (perdoe leitor por eu reproduzir a fala de Damares e Bozo)

    Tem que mostrar para o verdadeiro cristão qual é o plano da cnbb pois ela mostra sinais de se juntar com aquele outro sapo barbudo , o autor da aguia e a galinha, aquele comunista Leonardo Boff… que fica com um papo de libertação… isso tudo será revertido quando vc cristão verdadeiro se converter e pagar os 10%… procure o evangélico mais próximo e ajude a reconstruir esse pais! Precisamos fazer uma limpa e resgatar os valores da verdadeira família!

    Renova Brasil! Transforma Brasil!!! Avança Brasil!!

  3. Valdir 11 de fevereiro de 2019 em 11:19 - Responder

    Como Católico, acho que a igreja deveria se preocupar do avanço dos Evangélicos, por ser ela própria a responsável por isso. Apoiar agenda da esquerda é afundar com a esquerda, fato.

  4. Xhyko 11 de fevereiro de 2019 em 11:37 - Responder

    Desculpem -me por mudar de assunto, mas fico indignado em ver comentaristas indignados porque o Ribas Carli não está preso. Mas nada falam sobre os assassinatos dos auditores do Ministério do Trabalho acontecido em 2004 pelo ex prefeito de Unaí.
    Para comparar o acidente com Ribas Carlo foi em 2009 e os assassinatos dos auditores foi em 2009..

  5. Xhyko 11 de fevereiro de 2019 em 11:42 - Responder

    Corrigindo: o assassinato dos auditores foi em 2004, portanto 5 anos antes do acidente de Carli.
    Não digo que Carli não mereça uma pena, mas prisão? Deveria ser punido com indenizacoes para as famílias, ser proibido de frequentar lugares públicos, prestar serviços a comunidade, mas os “doentes” querem prisão, faça-me um favor!

  6. luiz 11 de fevereiro de 2019 em 12:11 - Responder

    Eu ia escrever alguma coisa, mas o Eleitor Indignado já gastou o suficiente por hoje!

  7. Oto Lindenbrock Neto 11 de fevereiro de 2019 em 12:18 - Responder

    É isso aí! Pau nos padres comunas! Viva a Igreja Juros por Deus, do pastor Paulo Guedes! Viva o Malafaia, o Crivella e o Edir Macedo, poços de inesgotável pureza religiosa e desprendimento material! Viva o Olavo de Carvalho, maior pensador de todos os tempos e templos! Deus abençoe o 01, o 02 e o 03, meninos travessos, mas bons cristãos! Viva as milícias e milicianos que combatem a escória no Rio de Janeiro! São os templários dos nossos tempos atuais!Oxalá se tornem uma instituição nacional, com as bençãos do iluminado e luminoso ministro justiceiro! Aleluia!

  8. Leitora 11 de fevereiro de 2019 em 12:37 - Responder

    O evangelho, todos alias, são uma ode ao progresso.

    Não por acaso os pentecostais se encostaram no antigo testamento.

    Gente que não foi devidamente doutrinado na aula de português, pq é essencial fazer bem o curso de interpretação de texto, depois algumas matérias de economia, politica e sociologia, não terá olhos nem ouvidos para absorver nitidamente que nem Jesus, nem Paulo, nem João nem Lucas e nem nenhum cristão decente compactua com a politica de direita, convencionou-se que é de esquerda promover o bem a todos e que isso é coisa do demônio.
    Alguns são mais iguais que outros né? e deles é o reino dos céus?

    Espero que a igreja católica se mantenha alinhada à esquerda, pois se uma coisa está certa, não importa se mil dizem que está errada, vc tem que trabalhar com fé e convicção e permanecer nela.

    Tanto faz se um católico vai se converter ao islã ou à PIB ali na batel, Jesus não tem uma meta numérica a ser atingida. Para os pastores o que importa é aumentar a arrecadação e para alguns cristãos o que importa é o seu próprio e único conforto e nessa vida, agora.

    Mesma gente essa que criticava a politica de Fruet que não ambicionava exterminar os sem teto. Todos são filhos de Deus, mas por favor, longe das minhas vistas, certo?

    Odiar a esquerda e rechaçar os ensinamentos do novo evangelho é típico da igreja evangélica que elegeu o messias e do cristão que está pouco se lixando para o que cristo ensinou: “Quem não carrega sua Cruz e não caminha atrás de Mim, não pode ser meu discípulo” (Lc 14, 27).

  9. Mustafah 11 de fevereiro de 2019 em 18:13 - Responder

    Sínodo sobre a Amazônia , porque não fazem Sinido sobre o Oriente Médio e suas Guerras , a matança de cristãos na África e Ásia , o que vejo é um início de futura intervenção em assuntos nacionais brasileiros e de nossos vizinhos Colômbia, Peru , Equador. Aliás Francisco está devendo uma posição mais contundente sobre a Venezuela.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Contraponto. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Contraponto se reserva os direitos de não publicar e de eliminar comentários que não respeitem estes critérios.

Deixe uma resposta