Bolsonaro promete isentar motociclistas de pedágio

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Após fazer um passeio de moto por Brasília, o presidente Jair Bolsonaro prometeu a um grupo apoiadores que contratos futuros de concessões de rodovias federais não irão cobrar pedágio de motociclistas. O presidente disse já ter dado essa diretriz ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

“Já falei com o Tarcísio para em novos contratos isentarem motociclistas”, afirmou, ao retornar ao Palácio da Alvorada. Um dos apoiadores presentes havia dito que “cobrar pedágio de motociclistas é um escárnio”.

Após anunciar que testou negativo para a covid-19, o presidente deixou o isolamento de 15 dias e saiu de moto. Foi até a loja em Brasília onde comprou o veículo no ano passado para um serviço de revisão. Em seguida, foi até a residência da deputada federal Bia Kicis (PSL-DF), ex-vice-líder do partido. Como se sabe, o próprio Bolsonaro destituiu a parlamentar da função.

 

 

2 comentários em “Bolsonaro promete isentar motociclistas de pedágio”

  1. AGU virando advogado pessoal, fim do horario de verão e esta agora.

    São medidas de alto alcance politico e social que dizem bem a que veio o governo e o QI dos eleitores dele.

  2. Embora os motoqueiros não estraguem a estrada, eles acabam por dar bastante serviço para a emergência pois vivo se envolvendo em acidentes. Apesar disso concordo com o bozzo, pois ficar cobrando pedágio de motos só aumenta o tamanho das filas. O sujeito para, abre a viseira, tira a luva, abre a jaqueta, pega o troco, coloca no bolso, fecha o zíper, põe as luvas, fecha a viseira e sai. Se estiver chovendo tudo isso gruda e é o dobro do tempo…

Deixe uma resposta