Bolsonaro lança campanha: “O Brasil não pode parar”

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente Jair Bolsonaro subiu de patamar em sua campanha contra o isolamento social, fator indicado pelos especialistas como o mais eficaz contra a propagação do coronavírus,ao lançar a campanha “O Brasil não pode parar” para defender que apenas idosos e pessoas com doenças pré-existentes fiquem em casa.

Mesmo contrariando as recomendações das principais autoridades mundiais no assunto, Bolsonaro alega que o fim do confinamento é necessário para a retomada econômica.

“No mundo todo, são raros os casos de vítimas fatais do coronavírus entre jovens e adultos”, diz a campanha. “A quase totalidade dos óbitos se deu com idosos. Portanto, é preciso proteger estas pessoas e todos os integrantes dos grupos de risco, com todo cuidado, carinho e respeito. Para estes, o isolamento. Para todos os demais, distanciamento, atenção redobrada e muita responsabilidade. Vamos, com cuidado e consciência, voltar à normalidade”, diz o texto.

Embora em número menor, há casos de crianças mortas pelo vírus. Na Itália, que já soma mais de 8 mil mortos, cerca de 20% das pessoas que faleceram têm menos de 60 anos.

Bolsonaro tem comparado a covid-19 a uma “gripezinha”, um “resfriadinho”, o que o tem isolado politicamente. Além da reação do Congresso, governadores de todo o país se manifestaram contra a posição do presidente e reagiram à tentativa dele de jogar no colo deles a responsabilidade pelo combate à doença e pelos impactos econômicos decorrentes da quarentena. Segundo ele, o povo está sendo “enganado” sobre a propagação do coronavírus.

Na Itália, o prefeito de Milão se diz arrependido de ter lançado há um mês campanha semelhante – “Milão não para” (veja AQUI). Na ocasião, fevereiro passado, a região da Lombardia, onde sua cidade está situada, contabilizava 250 pessoas infectadas e 12 mortos. Pouco mais de um mês depois, já são 34.889 casos da doença confirmados, com 4.861 mortes.

1 comentário em “Bolsonaro lança campanha: “O Brasil não pode parar””

  1. Bem com essa ação irresponsável já confirmamos de vez que o cara não está em condição de liderar o país em uma hora tão dramática, então que os outros poderes o Judiciário e o Legislativo assumam seu papel e convoquem o exercito se preciso for e coloque o Mourão de vez no comando do país antes que seja tarde e se Mourão conduzir bem a situação e como é da reserva se quiser sair candidato na próxima que saia e se for a vontade do povo que se de mais 4 anos para ele dai de forma democrática que fique, mas o momento é de salvar o país das mãos desse louco e Mourão pode ser a solução que una a esquerda e a direita que nesse momento estão preocupada ambas em sobreviverem.

Deixe uma resposta