Bolsonaro confirma Kassio Nunes para o STF

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente Jair Bolsonaro confirmou na noite desta quinta-feira (1°) que o  desembargador federal piauiense Kassio Nunes Marques é o escolhido para a vaga do ministro Celso de Mello no Supremo Tribunal Federal (STF). A nomeação deve ser publicada já nesta sexta-feira (2)  no Diário Oficial da União (DOU).

“Tenho certeza de que vocês vão gostar do trabalho dele no Supremo”, disse Bolsonaro. O presidente também comentou que o desembargador “está levando tiro. Qualquer um que eu indicasse estaria levando tiro”.

O nome do magistrado foi ventilado nesta quarta-feira (30) como a indicação do presidente para a Corte. Segundo o presidente, havia cerca de 10 nomes indicados, mas tinha de escolher alguém que “tivesse contato” com ele.

“O André [Mendonça, ministro da Justiça] tá na fita, Jorge [Oliveira, da Secretaria-Geral] tá na fita. Falo deles porque estão ligados a mim diariamente. Tem mais gente na fita? Tem”, disse. Ao citar o nome de André Mendonça, atual ministro da Justiça, Bolsonaro disse que haveria críticas a ele por ter advogado no passado pela ideologia de gênero. A indicação de Kassio leva as digitais do Centrão

No chat do Facebook nesta quinta, apoiadores rechaçaram a indicação ao STF. “Indicar um esquerdista para o Supremo é inaceitável! Se realmente se concretizar o senhor vai perder muitos apoiadores, farei campanha até contra o senhor”, escreveu uma apoiadora. “Como é que um camarada legal como você pode indicar um sujeito tão ruim para o STF? Porque desapontar o seu povo, presidente? Não faça essa cagada por favor”, escreveu outra. “Vocês querem que eu troque o Kassio pelo Sergio Moro?”, perguntou o presidente aos apoiadores.

Católico e conservador, Kassio Nunes é desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), com sede em Brasília, e já se mostrou favorável à prisão após julgamento em segunda instância. O magistrado também ficou conhecido no ano passado por cassar uma decisão da 1ª Vara Federal em Brasília, que havia suspendido uma licitação do Supremo para compra de lagostas, camarões e vinhos para a corte. “Vão desqualificar o desembargador só porque ele deu uma liminar pra retomar o cardápio do Supremo?”, indagou Bolsonaro. (Do Congresso em Foco).

 

1 comentário em “Bolsonaro confirma Kassio Nunes para o STF”

  1. Como é fraco nosso jornalismo, cadê o currículo desse Dr.;
    Suas obras, publicações, livros, teses, seminários, etc.
    Dizer que ele é católico para todos os efeitos, pode ser bom para ele!
    Ele é membro de qual Paróquia, ele paga dízimo?
    Qual é a opinião de sua comunidade religiosa?
    Ele é Maçon também?

Deixe uma resposta