Articulação de Bakri mantém ICMS do cigarro inalterado e beneficia 28 mil produtores de fumo do Paraná

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
O líder do governo na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), deputado Hussein Bakri  (PSD), acaba de obter uma vitória para os 28 mil produtores de fumo do Estado, que movimentam quase R$ 1 bilhão e respondem por mais de 30% da produção do país.

Numa articulação com governador Ratinho Junior e aos secretários Guto Silva (Casa Civil) e Renê Garcia (Fazenda), o parlamentar garantiu que o ICMS do cigarro não sofra qualquer aumento no Estado.

O reajuste de 2 pontos porcentuais iria custear o vale-alimentação de R$ 600 mensais a ser pago aos policiais paranaenses.

Uma emenda de Bakri e dos deputados da base aliada retirou esse trecho do projeto, fazendo com que o benefício seja custeado com o corte de despesas em áreas do Governo.

A medida fortalece a agricultura familiar e a manutenção de empregos e renda em 131 municípios que produzem tabaco, sobretudo nas regiões Sul e Centro-Sul do Paraná.

Além disso, evita a perda de mercado para Santa Catarina e o aumento do contrabando para fugir da carga tributária.

Participaram da reunião Fabiano Machado e Cleber Silveira, da Abifumo; Guatimozin Santos, do Sinditabaco; Fabio Aguayo, do setor de bares e casas noturnas; e os prefeitos Abimael do Valle (São João do Triunfo) e Leandro Jasinski (Rio Azul), cujos municípios são os dois maiores produtores de fumo do Paraná.

Deixe uma resposta