A quem Ratinho Pai representa?

(por Ruth Bolognese) – O encontro do governador eleito, Ratinho Jr, com o presidente eleito Jair Bolsonaro contou com a presença de Ratinho Pai.

Aqui no Paraná ainda não se sabe se o famoso apresentador do SBT tem algum cargo representativo no governo do filho que o qualifique, oficialmente, para participar de um encontro tão importante.

Se bem que, diante de um presidente que envia o próprio filho para conversar com os States, tudo o mais na área de ingerência de família se torna irrelevante.

2018-12-05T14:14:17+00:00 05 dezembro - 2018 - 12:15|Brasil, Paraná, Política|10 Comentários


10 Comentários

  1. Fazendo História 5 de dezembro de 2018 em 12:56 - Responder

    Jaime Lerner teve Giovani Gionedis o privatizavte privatista da Copel e Banestado.
    Requião teve os irmãos e irmã, primo e mulher além dos filhos.
    Beto Richa teve o primo distante e Ratinho Junior terá o pai-presente de presente?

  2. Bruno L. 5 de dezembro de 2018 em 13:07 - Responder

    O Governo Beto tinhamos o primo distante, No Governo Ratinho temos o Pai , patrocinador !!!

  3. roberto 5 de dezembro de 2018 em 13:22 - Responder

    Excelente comentário. Parabéns.

  4. Carlos Liz 5 de dezembro de 2018 em 13:48 - Responder

    Ainda tenho minhas dúvidas no q vai dar esse governo. Se o filho for igual ao pai qdo esteve político, só nos resta rezar e pedir a Deus q nos acuda.

  5. Zangado 5 de dezembro de 2018 em 14:56 - Responder

    São os cascalhos do ofício. Agora, ele não pode deixar de receber, depois de assumir, deverá ser diferente. Apoiaram-no, foram bem votados os eleitos na foto, merecem um afago nesse momento.

  6. Tezeu 5 de dezembro de 2018 em 16:30 - Responder

    Rigorosamente ali ninguém tem cargo algum (Ratinho Jr ainda é deputado), portanto, D.Cobra, seu “veneno” está tendo fora de contexto! Se acalme! Logo poderá destilar à vontade!

    • Aldo Vianna 6 de dezembro de 2018 em 06:54 - Responder

      Boa. Na tampa.

  7. Pijaminha de âncora 5 de dezembro de 2018 em 19:36 - Responder

    Cade o Ogier Buque????

  8. Nando Jr 5 de dezembro de 2018 em 23:27 - Responder

    Quanta inveja, dor de cotovelo, inveja, despeito…
    Qual o problema?
    Vamos fazer coluna política de verdade!

  9. Aldo Vianna 6 de dezembro de 2018 em 06:57 - Responder

    Particularmente prefiro o pai do que a quadrilha, do que os terroristas; do que os comunas; do que a caterva vermelha; do que os projetos criminosos de apropriação da nação e da retirada da condição de pátria. Entendeu Dna, Ruth?!

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Contraponto. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Contraponto se reserva os direitos de não publicar e de eliminar comentários que não respeitem estes critérios.

Deixe uma resposta