Plataforma fica pronta e ruma para campos do pré-sal

Plataforma fica pronta e ruma para campos do pré-sal
O rebocador Cabralia levará a PT-76 aos campo de pré-sal em Búzios

A plataforma Petrobras P76 parte esta madrugada do Estaleiro da Techint, em Pontal do Paraná, deixando pra trás cerca de 2 mil trabalhadores no desemprego, após quatro anos de construção. A P-76 é uma das unidades que vão ajudar a Petrobrás a alcançar a sua meta de aumento de produção de óleo e gás e está sendo entregue dentro do prazo.

O projeto é emblemático por conta do seu alto nível de conteúdo local – 70% -, e representa um símbolo da capacidade da indústria naval brasileira. A P-76 cumpriu o papel de mostrar que o mercado nacional tem condições de atender a demanda futura de novas plataformas. A P-76 é um projeto de sucesso que, no auge, gerou mais de 5 mil empregos na região. Ele mostrou que é possível fazer conteúdo local competitivo no Brasil.

A plataforma será utilizada para a cessão onerosa de Búzios 3, no pré-sal, com capacidade de produção de 150 mil barris de petróleo/dia e 7 milhões de metros cúbicos de gás natural/dia.

A Techint tem uma  expectativa  positiva para novos negócios de montagem na indústria naval em outros FPSOs que estão em fase de construção e até de licitação. A estrutura que a empresa montou no Pontal do Paraná, demonstra esta confiança, embora o processo de desmobilização vem acontecendo a medida que as metas foram sendo cumpridas. A empresa, inclusive, realizou diversas atividades na região em busca de recolocação dos funcionários demitidos, até novas encomendas reative o estaleiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui