Vereador classifica como ineficiente o programa de retomada econômica de Greca

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Para o vereador Dalton Borba (PDT), as medidas que o prefeito Rafael Greca  (DEM) apresentou na manhã desta segunda-feira (3) na Câmara Municipal de Curitiba não são suficientes para resgatar a economia da capital paranaense no pós- pandemia.

Ele acompanhou a apresentação durante a sessão plenária, e classificou as medidas como insuficientes para manter e preservar os empregos, e fazer a retomada da economia no nosso município. O projeto que visa conceder créditos para os empresários aporta um volume de créditos, segundo o vereador, “com valor irrisório, R$ 10 milhões de reais, que irá atender uma parte insignificante do empresariado de nossa cidade”.

De acordo com o parlamentar, “esse pacote revela o descaso e a forma irresponsável que o prefeito Rafael Greca está gerindo a nossa economia. Essa gestão é pouca comprometida com os empresários, precisamos preservar os empregos. Os empresários precisam de crédito a juro zero, como o que prevê o nosso projeto de lei, Programa Juro Zero, apresentado no início de julho. Não é  hora de políticas eleitoreiras. Essas medidas de apoio à economia apresentadas hoje, nem de longe chegam perto do apoio ao transporte público, dos R$ 60 milhões doados aos empresários do transporte coletivo. Nem de longe chegam ao montante de dinheiro empregado em obras de asfaltamento, o prefeito possui uma competência nata para gastar dinheiro com asfalto. Hoje ele comemorou os 500 quilômetros  de asfalto novo em Curitiba, durante a sessão plenária”, declarou Borba.

O vereador analisou os projetos e lamentou que nenhum deles contempla a área da educação pública, já que não há previsão de auxílio e ajuda financeira aos centros de educação infantil (Ceis), organizações sociais importantes que estão sem receber os repasses desde abril.

“O município ao invés de oferecer suporte aos centros de educação, mandou suspender os pagamentos já que não há alunos em sala. São dois pontos prejudicados, a saúde pública que está um caos, basta a gente ir até uma UPA, para verificar a situação precária da saúde, e a economia. Sem contar o distrato com a  educação pública em plena pandemia, ao invés de dar suporte aos Ceis, o prefeito manda suspender o pagamento. É muita irresponsabilidade e uma brincadeira de mal gosto por parte dessa gestão”, afirmou Borba. (Da assessoria do vereador).

 

2 comentários em “Vereador classifica como ineficiente o programa de retomada econômica de Greca”

  1. O vereador tem que sair do palanque e se inteirar das bobagens que fala.
    Os CEIS estão recebendo. Só não recebe quem não consegue comprovar o gasto, metade já recebeu.
    O aval, não é credito direto, é a garantia que faltava para as pequenas e micro empresas, ele se multiplica em pelo menos 10x em valor de empréstimos, para os quais não faltam recursos a juros subsidiados no mercado.
    Asfalto, de 50 milhões, também gera emprego, renda para muitas famílias, alias é sempre a maior demanda da comunidade e está sendo atendida, talvez por isso irrite tanto o vereador.
    A saúde de 2 bilhões em Curitiba, não deixou ninguém sem leito, sem remédio ( receitado), sem apoio. Não faltou material nem profissional.
    O plano atinge muita gente, muita famílias e não só os grupos direcionados pelo vereador e talvez por isso não agrade.

Deixe uma resposta