Após semanas de negociações, o governo do estado considera que chegou a um acordo com os servidores a respeito da data-base e algumas outras reivindicações, para pôr fim à greve de diversas categorias iniciada em 25 de junho. A proposta final foi apresentada ao Fórum das Entidades Sindicais do Paraná (FES) na noite desta sexta-feira (12) segundo a qual 2% da reposição será paga em janeiro e, além disso, haverá possibilidade de reposição dos dias paralisados sem desconto no salário.

O texto foi costurado pelo chefe da Casa Civil, Guto Silva, e pelo líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Hussein Bakri. O deputado entregou a proposta em mãos aos coordenadores do FES e ao deputado Professor Lemos (PT), no Gabinete da Liderança do Governo.

“Sempre afirmei que, na base do diálogo, chegaríamos a bom termo para ambos os lados. Negociamos com os servidores à exaustão dentro do princípio de manter responsabilidade com as contas do estado e, ao mesmo tempo, valorizar o funcionalismo.

Neste sábado (13), a APP-Sindicato fará assembleia para decidir se acatará a proposta do governo ou optará pela continuidade da greve por discordar dos seus termos. O Fórum das Entidades Sindicais (FES) também submeterá o texto à assembleia das categorias.

Veja a íntegra do documento:

proposta oficial1