Supremo manda Lava Jato compartilhar todos os dados com a PGR

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, ordenou nesta quinta-feira (9) que as forças-tarefas da Lava Jato em Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo compartilhem todos os dados que possuem com a Procuradoria-Geral da República (PGR).

A solicitação foi feita pelo vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, número 2 d o procurador-geral Augusto Aras, e decorre da negativa dos procuradores em fornecer as informações sigilosas sem um procedimento formal que indique o objetivo da medida.

No final de junho, a coordenadora da Lava Jato na PGR, Lindôra Araujo, visitou Curitiba e cobrou os dados, sem esclarecer os motivos — a PGR afirmou depois que queria “informações globais sobre o atual estágio das investigações e o acervo da força-tarefa, para solucionar eventuais passivos”.

O pedido da Humberto Jacques a Dias Toffoli tem por base a suspeita de que a força-tarefa de Curitiba fez uma investigação “camuflada” sobre os presidentes da Câmara e do Senado. Uma denúncia apresentada no fim do ano passado contra Walter Faria, da cervejaria Petrópolis, apresentava os nomes do presidente da Câmara dos Deputados,  Rodrigo Maia,  e do presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre incompletos, sem os últimos sobrenomes. (De O Antagonista).

 

1 comentário em “Supremo manda Lava Jato compartilhar todos os dados com a PGR”

Deixe uma resposta